Macaé News
Cotação
RSS

Guerra do Tráfico: Cabo Frio tem toque de recolher

Publicado em 15/05/2014 Editoria: Geral sem comentários Comente! Imprimir


Foto: Internet

Foto: Internet

A "Guerra do Tráfico" em Cabo Frio, na Região dos Lagos, continua mudando a rotina da cidade. Nesta quinta-feira (15), as ruas da cidade ficaram vazias. E pelo segundo dia consecutivo o comércio dos bairros Praia do Siqueira, Palmeiras e Parque Burle ficaram com as portas fechadas. De acordo com a polícia, traficantes teriam ordenado o fechamento do comércio na área desses bairros em represália à morte de Ricardo dos Santos Lima, o "Chica", que seria chefe do tráfico no bairro Praia do Siqueira.

Ricardo foi morto na terça-feira durante uma operação conjunta das polícias Civil, Militar e do Batalhão de Operações Especiais da PM, o Bope. Na quarta-feira, um homem foi preso próximo ao velório de Chica. Segundo a Polícia Civil, Marco Antonio Santos Júnior, de 24 anos, seria primo do traficante morto. 

O município amanheceu com as linhas de ônibus que circulam nos bairros, onde o toque de recolher foi imposto, com o itinerário alterado. A Salineira, empresa responsável pelo transporte público em Cabo Frio, informou que a medida foi para garantir a segurança de funcionários e passageiros. Na última terça-feira, homens armados teriam incendiado um ônibus na Avenida América Central. Ninguém ficou ferido no incidente.


Além das escolas que estão fechadas desde de terça, a Universidade Veiga de Almeida, no bairro Perynas, emitiu uma nota oficial suspendendo as atividades acadêmicas e administrativa do campus em Cabo Frio "em virtude dos últimos acontecimentos ocorridos no município. Segundo a assessoria da universidade, a medida visa resguardar a segurança de alunos e funcionários da instituição".
 

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário