Macaé News
Cotação
RSS

Empresas do Norte Fluminense poderão transportar contêineres e cargas do Porto do Açu para o Porto do Rio

Publicado em 01/04/2020 Editoria: Economia sem comentários Comente! Imprimir


Rio tem potencial para exportar 55 mil toneladas de chapas de granito por ano, chegando a um movimento financeiro na ordem de US$ 45 milhões

Acordo de operação consolida o Estado como importante hub portuário e logístico do país

A partir de junho, empresas do Norte Fluminense poderão transportar contêineres e cargas do Porto do Açu, em São João da Barra, norte do Estado, para o Porto do Rio.

O novo serviço de cabotagem de curta distância é resultado de acordo firmado, na semana passada, pelas companhias Porto do Açu e Norsul, e contou com apoio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais do Estado do Rio e do Departamento de Recursos Minerais (DRM-RJ).

"Isso consolida o Estado do Rio como um importante hub portuário, oferecendo uma alternativa para o setor logístico brasileiro, responsável pela movimentação de bens e insumos fundamentais", avalia o secretário de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais do Estado do Rio, Lucas Tristão.

"Com isso, teremos um incremento, no Estado, dos fluxos de cargas, fundamental para a economia fluminense, proporcionando ainda a possibilidade de aumento da exportação de produtos produzidos no Estado para o resto do mundo com a redução de custos logísticos", explica.

Um dos setores beneficiados pela integração será o de rochas ornamentais, que conta hoje com o apoio do Governo do Rio.

"A integração entre os dois portos vai facilitar a exportação de rochas ornamentais do Rio, atendendo a uma demanda antiga do segmento", explica Giovanni Frigeri, presidente do DRM-RJ, acrescentando que o estado tem potencial para tornar-se um dos maiores exportadores de rochas ornamentais do país.

Segundo Frigeri, o Rio tem potencial para exportar 55 mil toneladas de chapas de granito por ano, chegando a um movimento financeiro na ordem de US$ 45 milhões.

O Governo do Estado do Rio, através da Secretaria de Desenvolvimento Econômico e do DRM tem apoiado o desenvolvimento do Arranjo Produtivo Local de Rochas Ornamentais do Noroeste Fluminense, que reúne 116 empresas do setor, visando o fortalecimento da cadeia produtiva para aprofundar a diversificação da economia fluminense.

› FONTE: Núcleo de Comunicação do Interior - Governo do Estado


sem comentários

Deixe o seu comentário