Macaé News
Cotação
RSS

Motoristas desrespeitam as leis do trânsito e complica a mobilidade em Macaé

Publicado em 16/05/2014 Editoria: Trânsito sem comentários Comente! Imprimir


Flagrantes foram feitos na avenida Rui Barbosa próximo ao cruzamento da rua Tiradentes, no Centro

Flagrantes foram feitos na avenida Rui Barbosa próximo ao cruzamento da rua Tiradentes, no Centro

Veículos trafegando na contramão, ou parados sobre a faixa de pedestre e até estacionados em calçadas são comuns

Os motoristas que trafegam diariamente em Macaé continuam desrespeitando fortemente as leis de trânsito, contribuindo para um tráfego confuso e intenso. E o caos não é resultado apenas do crescimento desordenado que se alastrou em Macaé, mas também ao desrespeito dos condutores e daqueles que entram e saem do município diariamente.
 
De posse de um equipamento fotográfico, a equipe de reportagem do jornal RJNEWS, ficou cerca de 20 minutos em uma das avenidas mais movimentadas da cidade, e durante o período constatou em vários momentos, irregularidades cometidas pelos motoristas e até mesmo pelos motociclistas. Segundo assessoria de comunicação da prefeitura de Macaé, Secom, atualmente, 103 agentes atuam no operacional do trânsito da cidade. Mas ao que indica, nem sempre eles estão atentos às infrações diárias que acontecem.
 
A imagem é nítida, e a placa informa que em parte da avenida Rui Barbosa é proibida a ultrapassagem de veículos. Mas, ao que parece, os motoristas desconsideram a informação. As irregularidades podem ser vista todos os dias naquele ponto. Almir Junior, é professor e conta que durante uma ultrapassagem mal feita por um motorista, deixou marcas em seu carro. “Tive a lateral do meu carro arranhado e o pior é que o motorista não parou para dar assistência. Na hora com o ocorrido não tive tempo de ver a placa, marca e modelo do veículo. Acredito que fiquei muito nervoso e também com o prejuízo que segundo o mecânico deve chegar a R$ 3 mil reais, incluído mão de obra e pintura”, relata. 
 
Segundo o artigo 186 do Código de Trânsito Brasileiro, o motorista que transitar pela contramão de direção em vias com sinalização de regulamentação de sentido único de circulação está sujeito à penalidade de multa, sendo essa uma infração considerada gravíssima. Os motoristas que forem flagrados cometendo tal infração podem receber uma multa no valor de R$ 191,54, além de sete pontos na carteira nacional de habilitação.
 
A todo o momento é possível flagrar em Macaé casos em que o motorista ignora as sinalizações de trânsito. Na Orla dos Cavaleiros, por exemplo, local de fluxo intenso de veículos e de pedestres, um motorista trafega calmamente na contramão, enquanto um veículo para sobre a faixa de pedestres e obriga as pessoas a atravessarem pelo meio da rua. Outro caso é na Avenida Industrial, um dos acessos à rodovia Amaral Peixoto, sentido a cidade de Campos dos Goytacazes.
 
O artigo 181 do Código considera infração grave estacionar o carro no passeio ou sobre faixa destinada a pedestre, podendo receber multa e a remoção do veículo. Já se o motorista apenas parar o veículo sobre a faixa de pedestre ou no passeio, a infração é considerada leva, mas também sujeita à multa. De acordo com o Código, “o trânsito de veículos sobre passeios, calçadas e nos acostamentos, só poderá ocorrer para que se adentre ou se saia dos imóveis ou áreas especiais de estacionamento”.
 
É comum flagras nas ruas de Macaé veículos parados ou estacionados nas calçadas, obstruindo a passagem de pedestres, que são obrigados a andar pelo meio da rua. Um dos locais em que ações como essa são frequentes é na própria Delegacia de Polícia, onde diversos carros ficam estacionados, inclusive em rampas para deficientes físicos, dificultando a acessibilidade ao local.
 
A equipe de reportagem também flagrou carros de autoescola estacionados debaixo de uma placa que sinaliza que apenas caminhões para carga e descarga são permitidos de estacionar naquele local. Algumas ações para amenizar essa situação são de responsabilidade do poder público, como a duplicação de algumas vias e um transporte coletivo de melhor qualidade. Porém, para que o fluxo de carros, caminhões e ônibus não se torne um caos, a população também precisa respeitar as leis de trânsito.

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário

Digite as palavras abaixo: