Macaé News
Cotação
RSS

Idosos serão os primeiros a receber vacina contra a gripe em Quissamã

Publicado em 19/03/2020 Editoria: Saúde sem comentários Comente! Imprimir


A Campanha Nacional de Vacinação contra Influenza será iniciada na próxima segunda-feira (23). Em Quissamã, o atendimento será feito nas Unidades Básicas de Saúde e no Centro de Saúde. Na primeira etapa, serão vacinados os idosos e os trabalhadores de saúde, que atuam na linha de frente do atendimento à população. O Dia D acontecerá em 9 de maio.

Segundo o Ministério da Saúde, a intenção é evitar que as pessoas acima de 60 anos, público mais vulnerável ao coronavírus, precise fazer deslocamentos no período esperado de aumento da circulação do vírus no país. A priorização dos idosos nessa primeira etapa, mesmo diante da não eficácia da vacina de Influenza contra o coronavírus, é uma forma de auxiliar os profissionais de saúde a descartarem as influenzas na triagem e acelerarem o diagnóstico para a Covid 19.

Na segunda fase da campanha, que começa dia 16 de abril, entram os professores, profissionais das forças de segurança e salvamento, além dos doentes crônicos. A partir de 9 de maio, Dia D de vacinação, serão vacinadas as crianças de seis meses a menores de seis anos (5 anos, 11 meses e 29 dias), pessoas com mais de 55 anos, gestantes, mães no pós-parto (até 45 dias após o parto), população indígena e portadores de condições especiais. A campanha seguirá até o dia 23 de maio.

Para a campanha nacional, o Instituto Butantan está produzindo 75 milhões de doses que previne contra os três tipos de vírus de influenza que mais circularam no ano anterior. Historicamente a campanha de vacinação contra gripe (Influenza) acontecia na segunda quinzena de abril, mas será realizada com antecedência, pelo momento que o mundo passa no combate ao coronavírus e em virtude da sequência de confirmação de casos no país. A antecipação foi possível por meio de esforço conjunto do Ministério da Saúde, do Instituto Butantan, produtor da vacina, e da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) diante da situação de Emergência Internacional de Saúde Pública pelo coronavírus.

› FONTE: Ascom PMQ


sem comentários

Deixe o seu comentário