Macaé News
Cotação
RSS

Flamengo leva susto, mas vence a Portuguesa de virada

Publicado em 15/03/2020 Editoria: Esporte sem comentários Comente! Imprimir


 Numa rara noite de silêncio, o Flamengo de Jorge Jesus provou mais uma vez a sua força jogando no Maracanã. Na primeira partida do Campeonato Carioca com portões fechados por causa da pandemia de coronavírus, o atual campeão brasileiro e da Libertadores esteve perto de conhecer o gosto amargo da derrota em casa, mas conseguiu a virada nos minutos finais e bateu por 2 a 1 a Portuguesa, com gols de Vitinho e Arrascaeta — Maicon Douglas abriu o placar. O resutado leva o time ao primeiro lugar na classificação geral do Carioca com 22 pontos.

Sem quatro titulares — Gabigol, Diego Alves, Filipe Luís e Gerson — o mistão Rubro-Negro esteve irreconhecível. Apesar da atuação sonolenta e previsível, o talento fez a diferença no fim, quanto tudo indicava o primeiro revés sob o comando de Jorge Jesus no Maracanã.

Numa retranca quase impenetrável — em alguns momentos, os 11 jogadores estavam atrás da linha da bola —, a Portuguesa foi eficiente na proposta de jogo, pelo menos até quando deu para resistir. Arame liso, o Flamengo só teve a sua primeira chance aos 30 minutos, quando Everton Ribeiro finalizou. Depois, Bruno Henrique teve duas oportunidades. Em uma delas, de cabeça, a bola passou rente ao travessão.


No início da segundo tempo, Jesus tentou ser mais vertical e sacou Pedro para a entrada de Michael, mas quem abriu o placar foi a Lusa.Aos 12, Maicon Douglas arriscou de longe, a bola desviou em Rafinha e tirou qualquer chance de defesa do goleiro César.Sem a torcida, acostumada a embalar as reações, o cenário era de filme de terror.

O Flamengo até tinha a posse de bola, mas se limitava a cruzamentos sem direção e tentativas de jogadas individuais, quase sempre de Michael. Bruno Henrique, cara a cara com o goleiro, perdeu mais uma chance inacreditável.

Tudo ia mal, até que Vitinho, aos 42, arriscou finalização, a bola desviou em Marcão e morreu no fundo da rede. O empate parecia certo, mas, aos 45, Arrascaeta recebeu de Renê, girou e marcou um belo gol para decretar a virada.

› FONTE: O Dia


sem comentários

Deixe o seu comentário