Macaé News
Cotação
RSS

Pré-Carnaval: programa DST/Aids distribui preservativos no Centro

Publicado em 20/02/2020 Editoria: Geral sem comentários Comente! Imprimir


Em Macaé, todos os dias são diagnosticados novos casos. Só no Programa DST Aids são identificados de 5 a 10 por dia

Em Macaé, todos os dias são diagnosticados novos casos. Só no Programa DST Aids são identificados de 5 a 10 por dia

Preservativos masculinos, femininos, lubrificantes e folhetos informativos foram distribuídos a quem passou pelo calçadão da Avenida Rui Barbosa, proximidades da Sociedade Nova Aurora, na manhã desta quinta-feira (20). Essa foi a última ação do Programa DST/Aids, da Secretaria de Saúde, do cronograma pré-Carnaval desta semana, que reforça a conscientização sobre a prevenção das infecções sexualmente transmissíveis como Aids, Sífilis, Hepatites B e C.

Coordenadora do Programa, Cátia Nascimento frisa a importância das ações de divulgação e entrega de preservativos em espaços públicos, e de se fazer as testagens para identificar alguma doença.

"O programa conta com Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA), onde são feitos testes rápidos para diagnóstico para Aids, Hepatites B, C ou Sífilis. Esta última doença está em ascensão no município, onde temos muitos casos positivos. Por isso a necessidade de informar e apresentar à população que existe tratamento e podemos atendê-los no programa. É importante sempre usar preservativos nas relações sexuais, pois é a forma mais segura de prevenir as doenças sexualmente transmissíveis", informa Cátia.

Enfermeiro do Programa Saúde da Mulher, Rodrigo Azevedo Bezzerra, falou sobre a preocupação com a epidemia de Sífilis nos Estados do Rio, Minas, Espírito Santo e São Paulo. Em Macaé, todos os dias são diagnosticados novos casos. Só no Programa DST Aids são identificados de 5 a 10 por dia.

"Numa relação sexual sem preservativo, a chance de se contaminar com o sífilis é de 80%. É uma doença tratável, curável, tem medicação e nós acompanhamos o paciente, e o seu parceiro,  até a cura, que leva de 6 meses a um ano. O SUS oferece esse suporte. Portanto, se tiver algum tipo de sintoma, de sinal diferente nos órgãos genitais, boca, garganta, é necessário procurar o Programa e fazer os testes. Além de correr mais risco de aborto, a grávida que tem sífilis corre o risco de ter um bebê com cegueira, surdez, má formação, devido a uma doença que a medicação simples traz cura", explica o enfermeiro.

As pessoas que desejarem pegar preservativos, os mesmos estão disponíveis nas unidades de Estratégia Saúde da Família (ESF), de Pronto Atendimento da Barra e Lagomar (UPAs), Hospital Público de Macaé (HPM) e nos Prontos-socorros.

O programa - Para fazer os exames, basta fazer o agendamento na sede do Programa ou por telefone. O tratamento é realizado por uma equipe multidisciplinar composta por assistente social, psicólogos, enfermeiros, técnicos, auxiliares de enfermagem, farmacêuticos, biólogos e médicos de diversas especialidades, como infectologista, clínico geral, pediatra, dermatologista, ginecologista e profissionais de apoio.

O Programa DST/Aids funciona na Rua Alfredo Backer, 182, no Centro. Os agendamentos podem ser feitos de segunda a sexta-feira, de 8h às 17h, ou pelo telefone 2796-1704 ou 2796-1234.

 

› FONTE: Secom Macaé


sem comentários

Deixe o seu comentário