Macaé News
Cotação
RSS

Dia D de combate ao Aedes será realizado nesta quarta

Publicado em 18/02/2020 Editoria: Geral sem comentários Comente! Imprimir


A Prefeitura de Macaé realiza, nesta quarta-feira (19), o "Dia D" de Combate ao mosquito Aedes aegypti, transmissor da dengue, zika e chikungunya. Ao longo do dia serão realizadas diversas ações nas secretarias municipais. Toda população será convocada para que eliminem possíveis focos do inseto nas casas, escolas, prédios públicos, bares, restaurantes, entre outros. O evento pretende sensibilizar a população para que reservem semanalmente 10 minutos contra o mosquito.

As equipes do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ) estarão intensificando o trabalho em alguns bairros como Cajueiros, Aroeira, Morro de São Jorge, Botafogo, Malvinas, Visconde de Araújo, Miramar, Riviera, Novo Horizonte, Praia dos Cavaleiros, Nova Holanda, Nova Esperança, Parque Aeroporto, Lagomar e Córrego do Ouro.

Nestes locais serão tomadas medidas de controle mecânico com eliminação de criadouros inservíveis, como latas, garrafas, potes, casca de ovo, copos descartáveis e outros, bem como proteção daqueles servíveis.

Os agentes de endemias também farão o controle químico, com uso de larvicida em depósitos que não possam ser eliminados, além de inseticidas para eliminação do mosquito na fase adulta, através da pulverização com carro fumacê.

Nas unidades de Estratégia Saúde da Família (ESF), os profissionais irão fazer orientações nas salas de espera, sendo que os agentes comunitários de saúde participarão de mutirões nos bairros onde atuam.

Os Centros de Especialidades Médicas Moacyr Santos e Dona Alba e a Unidade Básica de Saúde do Barramares, farão palestras nas salas de espera ao longo do dia, distribuição de folhetos e orientações sobre as fases do mosquito e as doenças que ele transmite.

O responsável pelo CCZ, Flávio Paschoal, alerta toda a população sobre a importância de redobrar os cuidados com o quintal principalmente nesse período de chuvas. “Após a chuva, todo morador deverá vistoriar o seu quintal e verificar se não existe nenhuma água acumulada que servirá de possíveis criadouros de larvas do mosquito”, disse ressaltando que as vasilhas de animais devem ser lavadas todos os dias e as caixas d´água, tonéis e tambores usados para armazenamento de água devem estar tapados devidamente.

Mosquito

Segundo o Instituto Oswaldo Cruz (IOC/Fiocruz), o projeto 10 Minutos Contra o Aedes aegyti é inspirado em uma estratégia de controle do mosquito adotada em Cingapura, que foi capaz de interromper o pico de epidemia no país com ações semanais da população dentro de suas residências, de apenas 10 minutos, para limpeza dos principais criadouros do Aedes.

O mosquito transmissor da dengue vive e se reproduz dentro das casas. Agindo uma vez por semana na limpeza de criadouros, a população interfere no desenvolvimento do vetor, já que seu ciclo de vida, do ovo ao mosquito adulto, leva de 7 a 10 dias. Com uma ação semanal, é possível impedir que ovos, larvas e pupas do mosquito cheguem à fase adulta, freando a transmissão das doenças.

10 minutos

As ações devem se concentrar na verificação dos possíveis focos de reprodução do mosquito. Os especialistas do IOC chamam atenção para 13 possíveis locais onde o mosquito pode depositar seus ovos e iniciar um novo ciclo de desenvolvimento. Todos os locais a serem checados podem acumular água limpa e parada, ambiente ideal para a reprodução do mosquito.

São eles: caixas d&39;água ou cisternas, calhas, filtros de água, ralos, pneus velhos, bandeja de ar condicionado, bandeja de geladeira, vasos de planta, vaso sanitário, baldes e garrafas, lonas sobre objetos ou toldos e piscinas.

› FONTE: Secom Macaé


sem comentários

Deixe o seu comentário