Macaé News
Cotação
RSS

Oficina de Culinária: uma ação contra a obesidade

Publicado em 07/02/2020 Editoria: Gastronomia sem comentários Comente! Imprimir


Para enfrentar a obesidade, a Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) e a Divisão da Área Técnica de Alimentação e Nutrição (Catan), da Prefeitura de Macaé, realizaram oficina de culinária, em setor daquela instituição de ensino, na Ajuda. A ação buscou qualificar 70 profissionais de saúde, que atuam nos municípios de Macaé, Rio das Ostras, Campos dos Goytacazes, Quissamã e Itaperuna.

Segundo a coordenadora do curso de Culinária, a professora de Nutrição da UFRJ – Macaé, Naiara Sperandio, a oficina visa promover a autonomia nutricional, de modo a disseminar a redução de alimentos ultraprocessados, que promovem a obesidade. Estes são ricos em energia e pobres em nutrientes. Como exemplo deles, ela citou sorvetes, nuggets, hambúrgueres balas e outros. 

As agentes desses municípios viram, durante as oficinas,  opções mais saudáveis como saladas e sobremesas, além de diversas refeições devidamente equilibradas e balanceadas. "As profissionais em questão levarão a suas cidades os conteúdos desse projeto”, pontuou.

A nutricionista de Rio das Ostras Adelaide Câmara participou da oficina de culinária. Ela informou que a equipe é formada por nutricionistas, fisioterapeutas, médica e enfermeira. Todas atuam na Atenção Básica. “Elas estão adquirindo vivência sobre uma alimentação saudável e, acima de tudo, saborosa”, afirma.

Participação eficaz é fundamental

De acordo com a coordenadora da Catan, Michelle Escobar, o fato da divisão atuar há quatro anos em ações de combate à obesidade, significa mais experiência ministrada às participantes do curso. “A linha de cuidados para pacientes com sobrepeso e obesidade em Macaé inclui serviços ambulatoriais, psicológicos, fisioterápicos, educacionais nas unidades de saúde e outros”, contou.

Já a nutricionista da Divisão da Área Técnica de Alimentação e Nutrição, Márcia Ramalho, ressaltou que a participação eficaz e fundamental das nutricionistas da Catan nas oficinas de culinária se deu graças ao conhecimento acumulado na Escola de Gastronomia. “Trouxemos para cá nossa prática”, finalizou.

› FONTE: Secom Macaé


sem comentários

Deixe o seu comentário