Macaé News
Cotação
RSS

Secretaria de Desenvolvimento do Estado vai apoiar maior qualificação e formalização de novos arranjos produtivos no Rio

Publicado em 10/01/2020 Editoria: Geral sem comentários Comente! Imprimir


Em 2018, o Estado do Rio de Janeiro possuía cinco Arranjos Produtivos Locais (APLs). Em apenas um ano, em 2019, foram formalizados, com o apoio da Secretaria de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais, seis novos arranjos, com o acréscimo de quase 3 mil novas empresas participantes.

Em 2020, a Secretaria vai apoiar a maior qualificação e formalização de novos arranjos produtivos. Além disso, se prepara para investir na qualificação dos arranjos já existentes, em gestão dos negócios, produção e, em alguns casos, em exportação dos produtos fluminenses, para melhor atender as demandas do mercado.

Entre os novos APLs estão dois cervejeiros, nos polos Metropolitano e Sul Fluminense, dois de cachaça, nos polos Norte/Noroeste e Costa Verde, e um de papel e celulose, na região Noroeste.

Para promover a qualificação dos arranjos, a Secretaria atuará junto com o Sebrae e outras instituições parceiras. "Queremos aumentar a participação dos produtos desses arranjos no mercado fluminense e em outros estados e incentivar a regularização das empresas que possam integrar um arranjo", explica Lucas Tristão, secretário de Desenvolvimento Econômico, Energia e Relações Internacionais.

Estão no radar da secretaria a parceria entre o Cluster Naval e o APL Metal Mecânico, e ações voltadas para a exportação da cachaça fluminense, que hoje ocupa a segunda posição no ranking das melhores cachaças do Brasil. "Com isso, estamos valorizando as vocações produtivas de todas as regiões do Rio de Janeiro, incentivando empresas e resgatando a competitividade dos produtos fluminenses, uma das prioridades do governador Wilson Witzel", conclui o secretário.

› FONTE: Ascom


sem comentários

Deixe o seu comentário