RJ NEWS ONLINE
Cotação
RSS

Prefeitura de Macaé elabora plano de ação paralelo ao processo de pacificação

Publicado em 08/05/2014 Editoria: Segurança sem comentários Comente! Imprimir


Paralelo à implantação dos módulos padrão para Unidades de Polícia Pacificadora (UPPs) em Macaé, no dia 29 deste mês, a Prefeitura vai realizar um projeto de Pacificação Social para assegurar a consolidação do processo de segurança pública. O objetivo é promover a cidadania e o desenvolvimento social, econômico e efetivar a integração plena dos moradores com as demais áreas do município. Os módulos serão implantadas na Nova Holanda, Malvinas e adjacências (Nova Esperança e Ilha Leocádia).

Para a implantação das ações, após a ocupação da Polícia Militar, a prefeitura está desenvolvendo um projeto de Pacificação Social que terá a participação de diversos órgãos do governo municipal. Nesta quinta-feira (08), foi realizada reunião com a presença de representantes de secretarias para discutir as atividades que serão realizadas.

O secretário de Ordem Pública, Edmilson Jório, coordenou a reunião e destacou que a segurança pública é pauta prioritária para o governo municipal e, com a implantação dos módulos e das ações sociais, 40 mil pessoas serão favorecidas.

- O retorno da receita municipal é 32 vezes maior que o investimento inicial. Já o retorno social é imensurável. Estamos adequando o processo de pacificação à nossa realidade. Para assegurar a consolidação teremos um metodologia de ação social pelo poder público diferente da aplicada em 2012, após ocupação policial da Nova Holanda e Malvinas, - explicou o secretário de Ordem Pública.

Município envolvido na ampliação da segurança

Além da instalação dos três módulos padronizados para UPPs, a prefeitura renovou o convênio com a Petrobras, por meio do Programa de Desenvolvimento para Macaé e Região (Prodesmar), que contempla a ampliação do Sistema de Videomonitoramento. Por meio da parceria com o governo do estado, Macaé foi contemplada com um total de 40 novas viaturas e cinco motos para o 32º Batalhão de Polícia Militar.

Além disso, a prefeitura assinou, em abril, um Protocolo de Intenções do novo Consórcio Regional de Segurança Pública, Proteção e Defesa Civil, junto aos outros cinco municípios cobertos pelo 32º BPM . O G6, como está sendo chamado, tem como finalidade a integração e interação entre os municípios em busca de ações para a melhoria da segurança pública regional. 

A Secretaria de Ordem Pública promove também o projeto Bairro Legal, que consiste em operações conjuntas entre as secretarias de Ordem Pública, Mobilidade Urbana e Fazenda, além da Polícia Militar, para orientação de comerciantes, ambulantes e frequentadores dos bairros.

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário