Macaé News
Cotação
RSS

Tratamento à obesidade ganha novo foco

Publicado em 05/12/2019 Editoria: Saúde sem comentários Comente! Imprimir


As aulas foram ministradas para 90 profissionais de rede pública de saúde, provenientes de 11 municípios

As aulas foram ministradas para 90 profissionais de rede pública de saúde, provenientes de 11 municípios


Jornalista: Equipe Secom

Foto: Ana Chaffin

Um novo olhar com mais sensibilidade e humanidade e com menos preconceito e estigma com as pessoas com sobrepeso e obesidade. Estas foram algumas das temáticas das aulas realizadas no setor de Nutrição da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ - Campus Macaé), nos períodos da manhã e da tarde, desta quarta-feira (4).

As aulas foram ministradas para 90 profissionais de rede pública de saúde, provenientes de 11 municípios: Macaé, Quissamã, Carapebus, Arraial do Cabo, Araruama, Cabo Frio, Itaperuna, Casimiro de Abreu, Rio das Ostras, São Pedro da Aldeia e Campos.

Para a professora Amábela Cordeiro, coordenadora do curso de formação para profissionais da Atenção Básica sobre Enfrentamento da Obesidade da UFRJ, as aulas têm como principal mensagem o seguinte conteúdo: "Aspectos Simbólicos: o comer, a comida, o corpo e a obesidade".

Segundo a professora do curso de Nutrição, Jane Capelli, as aulas resultam de projeto de pesquisa de extensão para o  enfrentamento à obesidade, que se tornou problema no mundo todo, inclusive no Brasil. A ação originou-se pela professora Luciana Castro, da Universidade Estadual do Rio de Janeiro (UERJ).

"Esse projeto foi aprovado pelo CNPq e seu marco zero acontece nesse ano. Tem parcerias com universidades e prefeituras, inclusive a de Macaé. A Coordenadoria da Área Técnica de Alimentação e Nutrição (Catan) da prefeitura é uma das instituições parceiras dessa primeira aula presencial junto à UFRJ - Macaé", explica Jane.

Já a coordenadora da Catan, Michelle Escobar, pontuou que o órgão público tem parceria com a UFRJ há muitos anos, oferecendo estágios a estudantes de Nutrição. "A Catan também ministra algumas aulas em disciplinas  na  Instituição de Ensino Superior", comenta, acrescentando que: "Nessas aulas, relatamos quesitos práticos do dia a dia da profissão".

Já sobre essa nova parceria, Michelle é enfática. "Ela trará um grande ganho para Macaé. Poderemos divulgar trabalhos realizados no município em relação ao enfrentamento à  obesidade, trocando experiências com agentes e nutricionistas de outros municípios", concluiu.

› FONTE: Secom Macaé


sem comentários

Deixe o seu comentário