Macaé News
Cotação
RSS

Ministério Público do Trabalho premia alunos de Macaé

Publicado em 03/12/2019 Editoria: Geral sem comentários Comente! Imprimir


o objetivo do concurso foi conscientizar os alunos sobre a importância do tema imprescindível na escola, em casa, no trabalho, onde estiverem

o objetivo do concurso foi conscientizar os alunos sobre a importância do tema imprescindível na escola, em casa, no trabalho, onde estiverem

Os alunos da rede pública municipal de ensino de Macaé, vencedores do concurso promovido pelo Ministério Público do Trabalho do Estado (MPT-RJ), em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, foram premiados, na tarde desta segunda-feira (2), na Cidade Universitária. Foram selecionados três melhores atividades entre desenho, frase e redação sobre “Segurança e Saúde do Trabalho em Ambientes Escolares”, cada aluno recebeu um tablet. Também foi feito o sorteio do equipamento eletrônico para um professor.

Julya Amorim Rocha, aluna da professora Sandra Regina Barros da Silva, na Emei Juventino Pacheco, ganhou na categoria melhor desenho; Heleno Henrique Lima dos Santos, da Escola Municipal Eraldo Mussi, venceu com a frase “Cultivar boas ideias fazem do ambiente de trabalho lugar seguro e saudável”; e Geovana Borges, do Colégio Estadual Municipalizado Carollina Curvelo Benjamin, ganhou na redação orientada pela professora Maria Isalina. Foram 19 escolas participantes e o objetivo do concurso foi conscientizar os alunos sobre a importância do tema imprescindível na escola, em casa, no trabalho, onde estiverem. 

“Esta parceria é muito importante para o município e a nossa meta é criar uma Cipa Escolar nos moldes da segurança do trabalho, visando a saúde e a segurança de todos no ambiente escolar, como alunos, professores, técnicos, pais e demais visitantes. As crianças são multiplicadoras das ações positivas e esta premiação é fundamental para estimular e difundir as boas práticas”, destacou o secretário municipal de Educação, Guto Garcia, que participou da solenidade de entrega da premiação.

A cerimônia foi conduzida pela procuradora do MPT-RJ, Cirlene Luiza Zimmermann, junto com a psiquiatra e médica do Trabalho Maria Christina Menezes e o técnico de segurança Orlandino dos Santos, idealizador do projeto “Cipas nas Escolas”, em Duque de Caxias, e do Projeto de Lei que instituiu o Dia Nacional da Segurança e Saúde nas Escolas, regulamentado pela Lei Federal nº 12.645/2012. Também participaram a secretária de Qualificação Profissional e do Ensino Médio, Leandra Lopes e a coordenadora do Centro de Formação Carolina Garcia (CFCG), Regina Célia Nascimento.

A solenidade marcou, ainda, o encerramento do curso “Escolas: ambientes de trabalho e de vida saudáveis e seguros” que começou em setembro com duas turmas nos turnos manhã e tarde. O curso foi realizado pelo MPT/RJ, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação de Macaé, por meio do Centro de Formação, e o Centro de Referência em Saúde do Trabalhador da Baixada Litorânea (Cerest-BL), de Cabo Frio.

“Macaé está promovendo saúde e segurança, está criando uma cultura de prevenção no mundo do trabalho e só com o secretário Guto Garcia tem sido possível realizar estas ações”, disse Maria Christina Menezes. Segundo ela, Macaé foi pioneira neste concurso e a premiação foi paga por uma empresa que foi multada e teve a reversão da penalidade em pagamento dos tablets.

A procuradora Cirlene reforçou a parceria. “As escolas precisam ser ambientes saudáveis e seguros. Todos precisamos disso no cotidiano, por isto a importância deste projeto e Macaé está de parabéns por entender e apoiar estas ações”.

Antes de receber a premiação, os alunos vencedores visitaram a empresa Elfe, para conhecerem de perto como funcionam as normas da segurança do trabalho, e a visita foi registrada pela equipe da TV Escola. “A segurança do trabalho faz toda a diferença e esta formação com as crianças é importante para formarmos cidadãos conscientes que precisam evitar que acidentes aconteçam”, disse a secretária Leandra.

Para o concurso, os professores das 19 escolas inscritas trabalharam, em sala de aula, a importância da aplicação de normas de segurança e de saúde no ambiente escolar visando promover estratégias e ações que visem à prevenção na comunidade escolar. Os trabalhos vencedores foram selecionados por membros das equipes pedagógica e gestora das escolas participantes que avaliaram criatividade, coerência, originalidade e ineditismo.

› FONTE: Secom Macaé


sem comentários

Deixe o seu comentário