Macaé News
Cotação
RSS

Educação comemora Dia do Professor como marco do Saber e do Conhecimento

Publicado em 14/10/2019 Editoria: Educação sem comentários Comente! Imprimir


Fora do polo têm ainda o Centro de Educação Tecnológica e Profissional e do Ensino Médio (Cetep) e o Centro Municipal de Idiomas (CMI) que funciona no Cetep-Centro.

Fora do polo têm ainda o Centro de Educação Tecnológica e Profissional e do Ensino Médio (Cetep) e o Centro Municipal de Idiomas (CMI) que funciona no Cetep-Centro.

 

Desde 15 de outubro de 1827, quando D. Pedro I decretou a Lei Imperial do Ensino Elementar no Brasil, chamada de “Escola de Primeiras Letras”, a Educação no Brasil deu um salto e Macaé, cidade do Saber e do Conhecimento, faz toda a diferença neste cenário. Os números mostram os exemplos do município na Educação que tem 106 escolas e mais oito em construção, 40 mil alunos matriculados na rede pública municipal de ensino, toda criança a partir de dois anos está na escola, e ainda oferece, gratuitamente, também os ensinos médio através do Colégio e Aplicação (CAp) e o superior na Faculdade Municipal Miguel Ângelo da Silva Santos (FeMASS) com quatro cursos de graduação, 1.200 alunos e 63 professores.

O município também disponibiliza no polo universitário o Pré-Vestibular Social, o Laboratório Inovar e Aprender de Robótica, o Laboratório Interativo de Educação Matemática Ana Kaleff (Lemak) e o Museu Interativo Inclusivo de Educação Matemática (LEMi) e o Centro de Formação Carolina Garcia (CFCG). Além disso, também na Cidade Universitária estão a Universidade Federal Fluminense (UFF) com 50 professores e da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ) com 400 docentes que funcionam através de convênio com a prefeitura. Juntas com a FeMASS, elas somam aproximadamente 5.500 universitários no campus, 18 cursos de graduação e mais sete de pós, nos níveis de Mestrado e Doutorado.

Tantas realizações são motivos para a Educação do município comemorar o Dia do Professor, nesta terça-feira, 15 de outubro. Os números mostram que a gestão municipal investe na Educação pública de qualidade, garantindo o direito que é de todos, de forma integrada, da Educação básica ao ensino superior. E quem faz tudo isto acontecer é o professor que tem o seu dia em 15 de outubro, mas o seu trabalho é todo dia, não só em sala de aula com os alunos, mas também com a família e a comunidade em geral.

“São os professores de todas as áreas e segmentos que fazem acontecer projetos que influenciam na melhoria da qualidade de vida dos cidadãos, através da gestão democrática com responsabilidade social que desenvolvemos na Secretaria de Educação. O Dia do Professor é uma data para ser lembrada com muito carinho e respeito porque é um profissional fundamental na vida de todas as pessoas. Parabéns a cada professor que desempenha este trabalho tão importante com dedicação, cuidado e sabedoria”, destacou o secretário de Educação, Guto Garcia.

Centro de Idiomas - As homenagens não param. As professoras do CMI, programa da Prefeitura de Macaé que oferece, gratuitamente, cursos de inglês e espanhol, ganharam café da manhã, na quinta-feira (10), pelo Dia do Professor. “Neste momento parabenizo todos os professores por seu dia. Eu também sou professor e sei como é o nosso trabalho. Vencemos diariamente as lutas e sempre encontramos novos caminhos, como acontece com o CMI que está atuando também no atendimento aos jovens do Nova Vida”, disse o secretário adjunto municipal de Ensino Superior, Márcio Magini.

A superintendente Acadêmica, Débora Lacerda, também professora, se emocionou, no café, falando do comprometimento dos professores diante dos desafios que enfrentam no seu cotidiano.

“O CMI atende, realmente, jovens e adultos que querem aprender uma outra língua para a sua vida e o Centro de Formação é uma grande oportunidade para eles”, afirmou a professora de Inglês do CMI, Thatiana Lima.

Mais do que lecionar, professor forma cidadãos

Ações da rede municipal permitem que o professor ultrapasse a missão de lecionar, que vai muito além de transmitir conhecimento, e contribui para formar cidadãos. Na Educação Infantil, os educadores estão à frente do projeto Boas Práticas de Escuta da Criança. Eles atuam como mediadores da garotada de dois a cinco anos com foco em instigar os alunos nos interesses, identidade, valores e descoberta de potencialidades.

Já o Ensino Fundamental conta com o" Quinto Ano Mais", que destaca formação continuada em serviço aos profissionais do Ensino Fundamental I (4º e 5º anos) centrada nas disciplinas de Língua Portuguesa e Matemática.  A iniciativa  também gera resultados positivos  junto aos alunos, que ingressam no segundo segmento do Ensino Fundamental (6º ao 9º ano), e também  obtêm melhor compreensão leitora  diante de operações matemáticas e interpretação de texto.

São oferecidas orientação mensal, disponibilização de atividades disponíveis no site do Núcleo de Tecnologia Municipal Educacional (NTM) e realização de avaliações externas, com a expectativa de oferecer aos docentes novas estratégias de trabalho.

› FONTE: Secom Macaé


sem comentários

Deixe o seu comentário