Macaé News
Cotação
RSS

Guardas Mirim e Sênior beneficiam 372 pessoas

Publicado em 01/10/2019 Editoria: Geral sem comentários Comente! Imprimir


Os guardas seniores recebem um salário mínimo integral para também auxiliarem no andamento dos órgãos da prefeitura

Os guardas seniores recebem um salário mínimo integral para também auxiliarem no andamento dos órgãos da prefeitura

Os programas sociais da Prefeitura de Macaé, através da Secretaria de Ordem Pública, Guardas Sênior e Mirim, têm proporcionado benefícios para os cidadãos e para os membros dos projetos. Atualmente, são 372 pessoas usufruindo desses serviços.

Segundo a Coordenadora Geral dessas duas corporações, Raquel Giri, são 86 adolescentes de 14 a 18 anos atuando na Guarda Mirim e 286 idosos, acima dos 60 anos, exercendo suas atividades na Guarda Sênior. Ambos os servidores apoiam e auxiliam repartições públicas e seus serviços.

O pagamento dos guardas mirins é meio salário mínimo por mês, tendo a obrigação de estudarem no contraturno do trabalho. Os guardas seniores recebem um salário mínimo integral para também auxiliarem no andamento dos órgãos da prefeitura.

O objetivo das Guardas Mirim e Sênior é promover aos seus públicos maior qualidade de vida. "Para os adolescentes, queremos prepará-los, capacitá-los, inclui-los profissionalmente", conta Raquel, acrescentando que a finalidade da Guarda Sênior é trazer os idosos ao convívio social, afastando deles ociosidade, depressão e baixa autoestima.

"A nossa intenção é dar um incentivo maior às capacitações e preparar os guardas mirins para o mercado de trabalho. Para isso, em outubro será iniciada uma série de cursos no Centro de Educação Tecnológica e Profissional (Cetep), da Secretaria de Educação. Eles estão nos polos municipais, em vários setores, contribuindo nas atividades administrativas mais diversas, pertinentes a cada área de atuação", detalha a coordenadora.

Ela ressalta que vem trabalhando e focalizando para que os adolescentes estejam atentos e proativos nas atividades. "Recebem orientações de disciplina, participam da banda e têm treinamento de ordem unida", comenta.

Mais vida e alegria

Atuando na Guarda Sênior desde sua fundação, há 17 anos, Clélia Moraes, de 81 anos, presta auxílio a crianças, professores, pais e funcionários da Escola Municipal de Educação Infantil Anna Benedicta da Silva Santos.

"Ser guarda sênior colabora para nosso bem-estar geral, elevando a autoestima e trazendo para nós uma sobrevida, além da realização das atividades que nos enchem de alegria, pois nos sentimos úteis", comenta ela.

Desenvolvimento profissional

Ana Damasceno, de 16 anos, é guarda mirim desde fevereiro. Ela auxilia a corporação na área de planejamento, com ênfase a palestras e apresentações.

"Estou gostando muito de ser guarda mirim porque tenho aprendido muitas coisas com os profissionais daqui. Inclusive, coloco em prática conhecimentos de informática que obtive em curso", explica.

› FONTE: Secom Macaé


sem comentários

Deixe o seu comentário