Macaé News
Cotação
RSS

1ª etapa de vacinação contra aftosa começa na segunda (05) em Quissamã

Publicado em 03/05/2014 Editoria: Geral sem comentários Comente! Imprimir


A vacinação é obrigatória e segue até 31 de maio - Foto: Adilson dos Santos

A vacinação é obrigatória e segue até 31 de maio - Foto: Adilson dos Santos

Começa na próxima segunda-feira, dia 05, em Quissamã, a 1ª etapa da vacinação do rebanho bovino contra a febre aftosa. Os criadores devem procurar o Núcleo de Defesa Animal da fiscalização Sanitária e agendar a vacinação. Todos tem que cumprir a obrigatoriedade da vacinação de seus rebanhos, que segue até 31 de maio.

A Prefeitura de Quissamã disponibilizará doação de até 100 doses da vacina por meio da secretaria de Agricultura e Pesca, para os criadores que possuem até 100 animais. Este ano, a meta da secretaria é vacinar 100% do rebanho bovino, patamar atingido no ano anterior apenas junto aos criadores que receberam doações da vacina, pois o índice geral atingiu 92% nesta primeira etapa. O objetivo é alcançar o percentual total dos animais de todas as idades.

Além da obrigatoriedade da vacinação contra a aftosa, os criadores que possuem novilhas de três a oito meses de vida, devem vacinar os animais contra a brucelose, principalmente, os que fornecem leite, caso contrário podem perder o fornecimento. Os produtores rurais adquirem a vacina, mas a secretaria de Meio Ambiente, Agricultura e Pesca disponibiliza equipe com vacinadores e veterinários para dar suporte, serviço prestado durante todo o ano.

É importante ressaltar que a vacina contra brucelose, independente de campanha, deve ser feita por veterinário ou técnico treinado por se tratar de material que contém vírus vivo na composição, pois assim evita-se a aplicação inadequada e consequentemente, contaminação.

Quissamã possui hoje, cerca de 485 criadores cadastrados no Núcleo, e que são atendidos pelo município. Há oito anos Quissamã está com um índice de vacinação do seu rebanho, acima do esperado pelo estado que chega a 90%.

Todos os criadores devem cumprir os prazos de vacinação, bem como apresentar a comprovação do rebanho existente e o vacinado, pois os dados são lançados no Sistema Estadual de Defesa Agropecuária.

O secretário Jorge da Penha explicou que a vacinação garante a qualidade e cuidado com o rebanho. “É obrigação de quem cria bovinos e também, uma questão de saúde. Nós estamos à disposição de todos os criadores e prontos para dar o suporte necessário para o sucesso da imunização de todo o rebanho existente no município”, disse.

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário