Macaé News
Cotação
RSS

Sana conquista prata em Torneio Internacional de Corfebol

Publicado em 15/07/2019 Editoria: Esporte sem comentários Comente! Imprimir


O título do Sana destaca a equipe como uma das melhores da modalidade no país

O título do Sana destaca a equipe como uma das melhores da modalidade no país

A equipe do Colégio Municipal Sana faturou medalha de prata na categoria sub 19 no Torneio Internacional Hermandad sem Fronteiras, programação de Corfebol realizada neste final de semana, em Casimiro de Abreu. O título do Sana destaca a equipe como uma das melhores da modalidade no país.


O Corfebol é um jogo misto proveniente da Holanda com cada vez mais adeptos em entre os alunos da rede municipal de ensino de Macaé. Além do Sana, os atletas do Colégio Municipal Raul Veiga (Glicério) e Ivete Santana Drumond de Aguiar (Frade) conquistaram a terceira colocação na categoria sênior.

O "Hermandad  sem Fronteiras" também se estendeu à Formação de Árbitros de Corfebol. A programação que aconteceu até domingo (14), em Casimiro de Abreu, foi ministrada pelo especialista  e treinador da Seleção  Brasileira de Corfebol, Jorge Alves. Também participaram do torneio as  equipes da Argentina, Maricá, São Paulo, Casimiro de Abreu e da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ - campus Rio).

Antes de fazer bonito no torneio, a equipe do Sana participou na quarta-feira (10) de um amistoso especial com equipe Korfblaks, da Argentina. No mesmo dia,  a garotada de até 10 anos que se dedica à modalidade também fez parte de um workshop.

O convite para os jovens atletas do Colégio Municipal do Sana, Ivete Santana Drumond de Aguiar (Frade) e Raul Veiga (Glicério) se deve ao destaque em partidas de âmbito estadual e nacional. A participação dos representantes de Macaé também é destaque na página da Federação.

O Colégio Municipal do Sana  se tornou reconhecido no país pelas conquistas em torneios  e campeonatos nacionais e estaduais e títulos em internacionais. Vice-campeã brasileira dos anos de 2017 e 2015, a unidade caiu no gosto do corfebol e integra cerca de 40 alunos das categorias sub 10 (até 10 anos) e dos alunos acima de 15 anos.

Em 2016, as equipes representantes do Corfebol de Macaé  trouxeram títulos para o município também no Torneio Hermandad de Corfebol, que aconteceu na Argentina. Já no ano de 2017, a equipe do Sana foi destaque e também  a única do país a participar do Torneio Internacional de Corfebol (Stardskanaal 74 Internacional Tournament News). Nos últimos anos, quatro jovens jogadores das unidades municipais Sana e Pedro Adami, que integraram a seleção brasileira da modalidade, faturaram medalha de ouro no Torneio Latino Americano de Corfebol, em Montevideu.

De acordo com o professor responsável, Juan Lean Garcia, a dedicação de Macaé é motivadora. "O Corfebol conquistou os alunos. Estamos muito felizes com a cooperação e empenho de todos", pontua.
 
Corfebol

No país, apenas Macaé, Casimiro de Abreu, Rio de Janeiro e Americana, em São Paulo, contam com equipes do desporto esportivo, iniciado na Holanda. A partida que é reconhecida pela inclusão, conta com dois times formados por oito pessoas cada um: quatro do sexo masculino e quatro do sexo feminino. São dois casais no ataque e dois na defesa e a cada duas cestas, eles trocam de posição. O Corfebol é bem simples: consiste em arremessar a bola no cesto (em holandês, "corfe" significa cesta, ou seja, "bola na cesta"), colocado a 3,5 metros de altura.

› FONTE: Secom Macaé


sem comentários

Deixe o seu comentário