Macaé News
Cotação
RSS

Moro publica mensagem em latim e internautas 'esbanjam cultura' em resposta

Publicado em 24/06/2019 Editoria: Geral sem comentários Comente! Imprimir


O ministro da Justiça e Segurança Pública, Sergio Moro, brindou os internautas com um pouco de seu repertório cultural neste domingo (23). Horas após a divulgação de novas mensagens trocadas por ele e integrantes da força-tarefa da Operação Lava Jato , o ex-juiz recorreu ao Twitter para citar o poeta romano Horácio (65 a.C. - 8 a.C.). "Um pouco de cultura. Do latim, direto de Horácio, parturiunt montes, nascetur ridiculus mus ", escreveu o ministro.

A mensagem, conforme tradução do &39; Dicionário de Latim &39;, significa "As montanhas partejam, nascerá um ridículo rato" e foi dita por Horácio numa crítica ao grande espalhafato de um empreendimento que fracassa na execução – o que, no atual contexto, pode ser interpretado como um recado de desdém de Sergio Moro às revelações feitas pelo jornal Folha de S.Paulo e pelo site The Intercept Brasil .

As respostas ao tweet de Moro se dividiram entre aqueles que aproveitaram para &39;gastar o latim&39; com piadas e outros que expressaram apoio ao ministro. "Que fino! Mensagem aos criminosos cibernéticos que sonhavam melar a Lava Jato!", escreveu um apoiador do ex-juiz, por exemplo.

"Como a direita é chique. É código morse, é latim. Como evoluímos!!", elogiou também a internauta @g_g_garci, fazendo menção a mensagens publicadas em código morse pelo vereador Carlos Bolsonaro (PSC), filho do presidente Jair Bolsonaro (PSL).

Mas a balança pendeu mais para o lado de quem decidiu seguir pelo lado do bom humor. O usuário @mlkaser, por exemplo, &39;traduziu&39; uma das mensagens que Moro enviou ao procurador Deltan Dallagnol, em 2016, para reclamar de um protesto de militantes do  Movimento Brasil Livre (MBL). "Us tontus do movimentum brasilis libris", brincou o internauta.

Expediente semelhante foi seguido pela @mah_13_: "Cês taun lascaduns, grampeaduns, hackeaduns et filmaduns", escreveu a internauta, complementando com um legítimo latim: " Carpe diem ".

"Mais um pouco de latim: &39;judice insistem in vazamentus ilegalis plus ridiculus est tomares vadem in culus omnibus logus logus&39;", escreveu também a jornalista Barbara Gancia.

Outros decidiram seguir pelo bom e velho português. "Um pouco de cultura. Do português dito nas quebradas, &39;a casa caiu pra você, mermão&39;", caçoou o internauta Ricardo Pereira.

Fonte: Último Segundo 

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário