Macaé News
Cotação
RSS

Pulverização complementa trabalho contra Aedes em Macaé

Publicado em 04/06/2019 Editoria: Geral sem comentários Comente! Imprimir


Para combater a proliferação do mosquito Aedes aegypti, a Secretaria de Saúde de Macaé, por meio do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), prossegue com ações em diversos pontos da cidade. Nesta semana, as equipes continuam o trabalho de pulverização com carro fumacê para o bloqueio químico do mosquito transmissor da dengue, zika e chikungunya.

Durante a atuação nos imóveis residenciais e comercias, os agentes de endemias realizam a eliminação de possíveis criadouros, fazem o tratamento com o uso de larvicida e orientam os moradores sobre a importância de manter depósitos fechados, escovar as bordas dos recipientes e colocar os pratos de plantas para baixo.

Os ovos do Aedes aegypti são resistentes, podendo ficar de seis meses até um ano dentro de potinhos, garrafas e pratinhos de planta. Mas, ao entrar em contato novamente com a água, as larvas começam a nascer e em uma semana, o mosquito atinge a fase adulta.

Os agentes também realizam o mapeamento das casas fechadas e abandonadas e as caixas d´água que estão sem tampa. A orientação dos agentes é de que a população evite o acúmulo de lixo, sendo esta uma forma de prevenir a proliferação de mosquitos.

As equipes do Centro de Controle de Zoonoses também estão realizando o controle de roedores nos bairros Lagomar (quarta-feira, 5);  Jardim Esperança (quinta-feira, 6) e Aroeira e Centro (sexta-feira, 7).

Outra ação que está sendo realizada é o bloqueio no controle do Culex, no canal do Capote, no bairro Aroeira. O culex é conhecido como pernilongo e faz criadouros em recipientes onde há acúmulo de água parada como bromélias, pneus e planta. O depósito dos ovos é diretamente sobre a água. Nessa espécie de mosquito, as fêmeas picam preferencialmente durante a noite.

Solicitações de visita, orientações, reclamações e sugestões podem ser feitas pelo aplicativo WhatsApp 99864-4073 ou pelo telefone 0800-022 6461.

› FONTE: Secom Macaé


sem comentários

Deixe o seu comentário