Macaé News
Cotação
RSS

Venda de álbum e figurinhas adianta clima de Copa do Mundo em bancas da região

Publicado em 25/04/2014 Editoria: Cultura sem comentários Comente! Imprimir


Movimento quadriplicou em todas as bancas da região

Movimento quadriplicou em todas as bancas da região

Faz pouco mais de duas semanas que o álbum oficial de figurinhas da Copa do Mundo 2014 circula pelas ruas do país. A cada quatro anos, uma febre se espa­lha pelo mundo, atingindo crianças, jovens, adultos, homens e mulheres, e eles simplesmente adoram isso. Estamos falando dos ál­buns e figurinhas oficiais da Copa do Mundo de Fu­tebol da Federação Interna­cional de Futebol Associado – FIFA, que será realizada no Brasil a partir do dia 13 de junho.

Tradição en­tre os adultos e novidade para muitas crian­ças, a tarefa de completar os 640 espaços com imagens dos times, estágios, mascote e b r a s õ e s a g i t a , p r i n c i ­palmen­te, os torcedo­res do futebol, e ao que tudo indica, não é uma ta­refa muito fácil. Ir à banca em busca das figurinhas vira dia-a-dia parte da rotina de muitos na cidade de Macaé. A cada pacote rasgado, a emoção de encontrar o nú­mero que faltava ou juntar novas imagens à sequência das repetidas.

Mas, apesar de divertida, a brincadeira não sai nada ba­rato. O dono da banca Top 7, Luiz Cláudio Coelho, explica que o álbum pode ser simples ou em capa dura, tem 640 fi­gurinhas, e que podem ser ad­quiridos em pacotinhos que custam R$ 1 e contém cinco cromos ou fotos. Somando, o colecionador vai gastar, no mínimo, R$ 130 em figuri­nhas para completar a cole­ção, caso não venha nenhu­ma repetida. Mas o que para muita gente pode parecer dinheiro jogado fora, para os colecionadores, a paixão pelo hobby e a emoção em comple­tar o seu álbum vale a pena.

E na corrida contra o tempo, todos querem com­pletar as páginas. A profes­sora Alessandra Gonçalves, 42 anos é mãe de Fernanda Sallemi, 16 anos e Felipe Pi­nheiro, oito anos revela que já gastou cerca de R$ 200 na compra das figurinhas. Eles passam na banca para adquirir e trocar os cromos. “Trocar é a parte mais legal. A gente vem até mais cedo, fica procurando até achar a sonhada figurinha que falta para com­pletar o álbum”, c o n ­ta Fer­n a n d a , enquanto c o m p a r a com a mãe e o irmão, as que faltam.

O zelo para manter as 80 páginas intactas é grande. Cada um sabe da cor e o s espaços que faltam ser preenchidos, rascunhando em uma folha o número de cada uma que ainda será inserida no álbum. Em um bate papo informal entre um coleciona­dor e outro, a equipe de repor­tagem do RJNEWS, conseguiu identificar que a figura do jogador da Seleção Brasileira, Neymar é a mais esperada. As que mais repetem são da mas­cote da Copa, constata através de depoimento no local.  

Para concluir a tarefa, até os adultos entram na jogada, como é caso do comerciante Leonardo Costa, 38 anos. Ele conta que sai todos os dias do bairro Visconde de Araú­jo, para ir até a banca Top 7 no Centro da cidade trocar e comprar as figurinhas que ainda faltam para completar o álbum do filho. “Acho legal porque quando tive a idade dele, também fui coleciona­dor. Aqui em Macaé não te­nho os álbuns, mas com cer­teza minha mãe têm alguns deles guardado em seu apar­tamento no Rio de Janeiro, lugar onde morei antes de vir para a cidade”, conta.

COLEÇÃO VIRTUAL

O álbum de figurinhas da Copa do Mundo tam­bém pode ser mantido pelo computador. A coleção é toda em ambiente virtual. O usuário mantém todo acervo em um site oficial da Federação Internacio­nal de Futebol Associado – FIFA, e pode adquirir e trocar figuras. Recen­temente um marcador sinalizava quase 280 mil usuários cadastrados, 1,7 milhão de pacotes abertos e quase 150 mil figurinhas trocadas, e os números so­bem a cada minuto. Esta é a segunda edição do álbum na internet, segundo infor­mações apurada no site da instituição.

O funcionamento é simples, com uma interfa­ce que lembra a mecânica do álbum impresso. Em uma janela, é possível vi­sualizar as páginas, figuri­nhas obtidas, as que ainda não foram abertas e as disponíveis para troca. O usuário consegue separar aquelas que deseja manter e as repetidas com um sim­ples movimento do mouse e ainda recebe orientações para as funções.

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário