Macaé News
Cotação
RSS

Inscrições abertas para etapa regional de Olimpíada de Robótica em Macaé

Publicado em 24/04/2019 Editoria: Educação sem comentários Comente! Imprimir


O LabInovar funciona na Cidade Universitária à Rua Aloísio da Silva Gomes, 50, bairro Granja dos Cavaleiros.

O LabInovar funciona na Cidade Universitária à Rua Aloísio da Silva Gomes, 50, bairro Granja dos Cavaleiros.

Estão abertas as inscrições para a etapa regional da Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR) – a maior da América Latina - que será realizada no Instituto Federal Fluminense (IFF), em Macaé, no dia 6 de julho, em parceria com a Secretaria Municipal de Educação, por meio do Laboratório Inovar e Aprender. Também estão abertas as inscrições para o Torneio de Robótica, no dia 4 de maio, em Rio das Ostras. A OBR inscreve até 17 de maio somente via Internet no sistema Olimpo no seu site www.obr.org.br. Mais informações do torneio no LabInovar, térreo, da Cidade Universitária.

As inscrições para a OBR devem ser feitas pelo professor/tutor responsável pelo estudante que participará da olimpíada nas modalidades prática ou teórica. Quem tiver dificuldade para utilizar o sistema deve contatar os organizadores pelo email organização@obr.org.br. A coordenadora do LabInovar, Luemy Ávila, explicou que os dois eventos fazem parte da regional e os vencedores participarão das etapas estadual, de onde os melhores vão para a nacional e os campeões do Brasil disputam a internacional. Todo ano é assim que funciona e a ideia é popularizar a ciência e a tecnologia junto aos jovens em todo o mundo.

"Tem sido ampliada a participação da rede pública com equipes na Robótica e isto é muito bom", destacou Luemy. Segundo ela, um dos projetos mais audaciosos da Robótica é montar uma impressora 3D para ofertar à prefeitura para o trabalho com as startups. Além disso, o mais novo start do LabInovar é o trabalho com equipes do Projeto Nova Vida, cujos jovens estão recebendo, este ano, aulas de linguagem de programação, o que lhes permitirá ampliar o conhecimento no trabalho nos órgãos municipais em que atuam. “A Robótica abre um leque de habilidades e prepara esses jovens para continuarem seus estudos e seguirem na universidade”, observou Luemy.

A Robótica de Macaé também está capacitando professores de outros municípios, como o Rio de Janeiro e Niterói, por indicação do Ministério da Educação e Cultura (MEC), e também capacitação da rede pública de Campos, devendo chegar também a Carapebus, Quissamã e a outros em breve. “Essa formação é inovadora para o educador e para os alunos. O educador é um eterno aprendiz, principalmente, na Robótica”, observou a coordenadora.

A modalidade prática da OBR corresponde à categoria RoboCupJunior Rescue Line, no Brasil, o que significa que a equipe campeã nível 2 representará o Brasil no torneio internacional que oferta apenas uma vaga a cada país. Os participantes devem ter entre 13 e 19 anos até primeiro de julho deste ano porque a internacional acontecerá de 2 a 8 de julho, em Sidney, na Austrália.

Podem participar da OBR estudantes do Ensino Fundamental I e II, desde o 1º ano até o 9º ano ou equivalente; estudantes do Ensino Médio, Técnico (ou equivalente), incluindo aqueles matriculados em cursinho pré-vestibular (em instituição de ensino). A idade máxima para participar é de 19 anos e não estão aptos estudantes que estejam cursando ou tenham sido aceitos em qualquer curso superior.

A Robótica é área estratégica para o país, tem sido utilizada em várias profissões a caminho do desenvolvimento e é uma grande área de pesquisa que vem crescendo a cada ano. Tem sido utilizada no segmento do petróleo, na medicina e em outras áreas e a tendência é afetar profissões ainda desconhecidas a partir das soluções da linguagem de programação. “A Robótica forma o ser para lidar positivamente com a tecnologia visando ao bem-estar coletivo. Hoje o mundo está voltado para os algoritmos e precisamos mostrar, principalmente, aos jovens, que as emoções devem ser colocadas na rede, que a programação precisa estar junto com os sentimentos para fazer o bem”, disse a coordenadora.

O LabInovar funciona com parceiros privados e públicos, como a FeMASS, a UFF e a UFRJ – Instituições de Ensino Superior que formam a Cidade Universitária, onde funciona a Robótica da Prefeitura de Macaé. Vários experimentos têm sido feitos a partir das parcerias, que têm a Robótica como protagonista, como um grupo de alunos do curso de Medicina que usam a Robótica no trabalho de videolaparoscopia; das Engenharias que fazem descobertas para a construção civil, energia sustentável e outras áreas.

› FONTE: Secom Macaé


sem comentários

Deixe o seu comentário