Macaé News
Cotação
RSS

Balcão Campos: importante elo entre empregado e empregador

Publicado em 22/04/2014 Editoria: Empregos sem comentários Comente! Imprimir


O Balcão Municipal de Emprego já inseriu no mercado de trabalho mais de 22 mil pessoas, com carteira assinada. Segundo a secretária de Trabalho e Renda, Joilza Rangel, o número de pessoas empregadas de janeiro de 2009 a dezembro de 2013 é bastante relevante diante a chegada de novas empresas em Campos e região.

- A gente percebe que o Balcão de Emprego mantém uma grande credibilidade para que as empresas continuem mantendo um bom elo entre empregado e empregador. Eu acredito que os investimentos do poder público nos últimos anos em Campos têm atraído milhares de empresas - , comentou.

A secretária lembrou que o município de Campos está entre as 50 cidades que mais contrataram trabalhadores em 2013 no país, de acordo com dados do Cadastro Geral de Empregados e Desempregados (Caged) do Ministério do Trabalho. O município ficou na 36ª posição, tendo gerado 5.866 empregos em Campos, estando entre capitais e várias cidades metropolitanas.

Qualificação - A qualificação tem sido o carro chefe da Secretaria de Trabalho e Renda. A secretária esclareceu que o município está crescendo e várias empresas dos grandes centros estão apostando os investimentos em Campos, e com isso gera necessidade de mão-de-obra qualificada. Joilza informou que a secretaria tem feito levantamentos, junto com as empresas, para saber quais áreas de maior demanda para que o órgão possa ofertar cursos e qualificar  os munícipes.

“As necessidades do Balcão de Empregos apontam para nós as necessidades do mercado. Em Campos, hoje, não faltam vagas de emprego e, sim, muitas vezes, pessoas com a qualificação necessária para atender ao mercado”, reforça.

Como o setor hoteleiro está em alta na cidade, com hotéis, pousadas, pensões e albergues precisam cada vez mais de camareiras qualificadas, para oferecer um serviço que satisfaça os clientes, a secretaria qualificou 24 camareiras. “Nós temos uma que conseguiu emprego em um hotel no Rio de Janeiro”, falou Joilza, lembrando também do curso de sushiman, que foi bastante positivo. “Nós temos hoje cerca de 10 profissionais trabalhando em restaurantes com carteira assinada em Campos”.

A secretaria lembrou ainda curso de gastronomia, além de parcerias com o Instituto Federal Fluminense, com a realização do curso de confeiteira e doceira. “Atualmente nós estamos com a parceria com o Cefop (Centro de Formação Profissionalizante de Campos) para o curso de soldagem, cujas aulas já tiveram início esta semana”, revelou.

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário