Macaé News
Cotação
RSS

Podem vir com as delícias da Páscoa os temidos problemas de pele

Publicado em 17/04/2014 Editoria: Entrevista sem comentários Comente! Imprimir


Dermatologista, Dra. Isabelle Martinelli, diz que na realidade, a acne também é comum entre os adultos

Dermatologista, Dra. Isabelle Martinelli, diz que na realidade, a acne também é comum entre os adultos

Dermatologistas indicam o leite e a glicose presentes no chocolate, como os verdadeiros vilões
 
Nesse período da Páscoa, com tantas opções de chocolate espalhadas por todos os cantos, fica difícil resistir a tentação. Para as pessoas que já apresentam problemas de pele como a acne, popularmente conhecida como espinhas, esse é o momento de atenção, pois o consumo excessivo dessas deliciosas guloseimas costuma acarretar em sérios agravamentos.
 
Conforme explica a dermatologista, Dra. Isabelle Martinelli, existe um mito de que o agravamento desse tipo de problema de pele esteja ligado diretamente ao chocolate quando na realidade, recentes pesquisas apontam que os propulsores desses problemas,
além da predisposição genética de cada indivíduo, se encontra ligado ao consumo excessivo do leite e da glicose, de uma forma geral. A médica afirma também que muito se especula quanto ao surgimento de acnes por conta do consumo do amendoim, mas não existe até o momento, nada cientificamente comprovado.
 
“Um outro mito é pensar que esse tipo de problema é exclusivo dos adolescentes. Na realidade, a acne é comum entre os adultos. Tanto homens quanto mulheres, estão cada vez mais conscientes quanto a essa questão, e têm buscado mais um tratamento especializado” destaca Isabelle, novamente reforçando que pessoas com o tipo de pele oleosa, geralmente herdadas dos pais, são as principais afetadas. Ela explica que o leite e a glicose provocam o aumento da produção de insulina no organismo, o que aumenta a secreção sebácea, provocando inflamações e logo, o surgimento das espinhas.
 
Com cada vez mais açúcar e leite na composição, os chocolates atuais, assim como também os alimentos industrializados, são cada vez mais ameaçadores para a saúde da pele. Como é impossível abrir mão total desses itens, especialistas recomendam evitar os excessos ou dar preferência a chocolates do tipo amargo ou meio- amargo, que levam menos açúcar na composição. Recomendam também ter o dobro de cuidado, como por exemplo, intensificar a higienização, não abrir mão dos protetores solares, já que o sol aumenta também a produção de secreção sebácea, ir pelo menos duas vezes a um dermatologista, e buscar alguns produtos voltados para a pele oleosa, lembrando que as recomendações devem ser feitas por especialistas.
 
Acne pode estar ligada a problemas mais sérios
 
Segundo dermatologistas, pessoas que tiveram problemas de acne na adolescência e na vida adulta continuam com esse problema é algo natural. O preocupante é quando mulheres que não tiveram acne na adolescência passam a apresentar o problema depois de adultas, já que nesse caso, pode tratar-se de uma questão de distúrbio hormonal.

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário