Macaé News
Cotação
RSS

Programa Saúde vai até Você leva serviços ao Imbiú em Quissamã

Publicado em 22/01/2019 Editoria: Saúde sem comentários Comente! Imprimir


O Programa Saúde vai até Você atendeu a comunidade do Sítio Recreio Olhos D&39;Água, no Imbiú, nesta segunda-feira (21). A base foi montada na casa da moradora Ana Cristina Medeiros e ofereceu diversos serviços, como consulta médica, aferição de pressão arterial, pesagem, atendimento com nutricionista, enfermagem, entrega de medicamentos, marcação de exames, coleta de sangue, serviços com a Ouvidoria e atendimento direto com a secretária municipal de Saúde, Simone Flores.

O trabalho foi desenvolvido pela equipe da Unidade de Saúde da Família (USF) de Alto Grande. Só no período da manhã foram realizados cerca de 50 atendimentos. A iniciativa ém da Prefeitura, por meio da Secretaria de Saúde, e desde que foi implantada tem obtido resultados expressivos e recebido elogios da população. No Imbiú, não foi diferente. Essa foi a segunda edição do programa na localidade.

“Com a ação, levamos toda a assistência da Saúde para a localidade do Imbiú, uma população que está crescendo a cada dia e que merece toda a nossa atenção. Além dos serviços básicos, durante toda manhã estive à disposição dos moradores para atender suas solicitações, como a marcação de consulta com especialista e agendamento de exames”, frisou Simone.

“O Programa Saúde vai até Você tem a proposta de atender a população que reside distante das unidades básicas de saúde. Para isso levamos toda a estrutura dos PSFs para essas localidades e oferecemos diversos serviços. Além da consulta, eles já saem com medicação, quando necessário, e com exames marcados”, disse a coordenadora do Programa, Cristiane de Souza.

Além dos serviços oferecidos, a programação contou com uma roda de conversa sobre cuidados e prevenção de Saúde, abordagem sobre Hanseníase e também sobre a Campanha do Janeiro Branco, dedicado aos cuidados com a Saúde Mental.

“Estamos no mês do Janeiro Roxo com a campanha da luta e prevenção contra a Hanseníase, uma doença de pele caracterizada por manchas esbranquiçadas, avermelhadas ou amarronzadas, principalmente com perda de sensibilidade, em qualquer parte do corpo. É importante as pessoas saberem que a doença tem cura, mas o diagnóstico precoce é importante. Por ser uma doença de pele, que atinge os nervos periféricos, se não tratada, pode levar à incapacidade física irreversível”, explicou a coordenadora do Programa de Hanseníase do município, Ruth Méia Nunes.

A moradora Idneia de Souza foi uma das primeiras a chegar para a consulta e destacou a importância do programa. “É uma iniciativa muito boa. A melhor coisa que poderíamos ter aqui no bairro, principalmente pela dificuldade que temos para nos locomover até o PSF do Alto Grande. Fui muito bem atendida, e já sai com minha medicação em mãos”, disse.

Paulo Batista Neto também elogiou o serviço. “Realmente é uma assistência muito boa para todos nós. Além da consulta “na porta de casa”, agendei um exame solicitado pelo médico. Estou muito feliz”, pontuou.

Conceição Maria de Oliveira também aproveitou a oportunidade para realizar consulta de rotina. “Sou grata por toda a atenção que estamos recebendo na área da Saúde. Temos uma dificuldade muito grande para sair daqui e buscar atendimento no Alto Grande. Também sai com meu exame agendado e o melhor, vamos poder fazer aqui mesmo, pois uma equipe será enviada para a coleta”, enfatizou.

Ketelim Machado observou que além de ser um serviço de grande importância para a localidade, a iniciativa evita a superlotação do PSF Alto Grande. “Estamos tendo a oportunidade de consultar aqui no bairro, marcar nossos exames marcados e ainda ter uma equipe para vir fazer a coleta de sangue”, completou.

Além da participação da secretária Simone Flores e da coordenadora do Programa de Hanseníase, Ruth Méia Nunes, a ação contou com a participação do médico José de Castro, da enfermeira Ariane Souza, da nutricionista Bruna Manhães da Silva, do agente comunitário Davi Almeida, da representante da Ouvidoria Mônica Maria Estulano, da técnica de Enfermagem Cleide Alves e da representante do setor de Farmácia Elma Nascimento.

› FONTE: ASCOM PMQ


sem comentários

Deixe o seu comentário