Macaé News
Cotação
RSS

Anexo do Mercado de Peixe vende 72 toneladas em seis meses

Publicado em 18/01/2019 Editoria: Economia sem comentários Comente! Imprimir


O local também conta com a atuação de um veterinário que faz a verificação de temperatura e outros itens que garantem o controle de  qualidade do pescado

O local também conta com a atuação de um veterinário que faz a verificação de temperatura e outros itens que garantem o controle de qualidade do pescado

Funcionando em Macaé desde o dia primeiro de julho do ano passado, o anexo do Mercado de Peixes Hamilton Rodrigues Mansur vendeu, em seis meses, 72 toneladas de pescado. O espaço reformado pela Prefeitura de Macaé contemplou os comerciantes que ficavam em uma tenda ao lado do Mercado. Desde então, os trabalhadores e clientes comemoram o conforto e comodidade que a área oferece.

O local é devidamente apropriado para o condicionamento de pescado, seguindo os mesmos padrões de qualidade, higiene e controle  já praticados no Mercado de Peixes. Hoje, 18 comerciantes têm atuam com venda de peixes, camarões e outros frutos do mar. Eles comandam as bancas para atendimento ao consumidor com funcionamento todos os dias: de  8h às 17h, de segunda-feira à sexta-feira; de 8h às 15h, aos sábados, e de 8h às 13h, aos domingos.

Segundo o subsecretário de Pesca, Aldomario Chaves, o movimento do anexo ainda pode melhorar, pois oferece para os que são mais modestos pescadinha, cherelete, solteira e outras espécies. Já para os que podem gastar mais, o local vende badejo, namorado, cherne e outros. "Nos seus três primeiros meses de funcionamento, as pessoas se dirigiam primeiramente ao Mercado de Peixes Principal (Romoaldo Santiago Soto). Mas, pouco a pouco os clientes estão reconhecendo o espaço, que fica na esquina.", conta.

Os seis meses de funcionamento do local proporcionou aos comerciantes um espaço mais amplo e seguro. "Antes os trabalhos de venda de pescado eram feitos debaixo de lona, com água passando  nas barracas. Agora, há mais limpeza, melhor condicionamento do pescado, além  de banheiros", destaca Aldomario.

A Secretaria de Pesca acompanha diretamente os pescadores através de cursos e orientações, estando à disposição deles, inclusive, fiscalizando os seus uniformes e a qualidade do pescado. O local também conta com a atuação de um veterinário que faz a verificação de temperatura e outros itens que garantem o controle de  qualidade do pescado..

Mercadorias de Qualidade

Para o comerciante de pescado Gilberto Santana, o ambiente do anexo é limpo e organizado. "A prefeitura tem nos apoiado de modo importante. Anteriormente não havia as boas condições de trabalho que nós e nossos clientes desfrutamos atualmente", avalia.

De acordo com Elisa dos Santos, conhecida como Natural Pescado, o prefeito Dr. Aluízio está de parabéns por ter feito este espaço para a comercialização e atendimento dos trabalhadores. "A mercadoria é fresca. Todos os dias os peixes são renovados. Aceitamos cartões de débito, de crédito e ticket alimentação",  pontua.

Já Francisco Martins conta que o anexo é um espaço excelente. "Todos os anos temos curso de boas práticas em manipulação de pescado", completa.

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário