Macaé News
Cotação
RSS

Alunos da rede municipal têm destaque em seleções para o Colégio de Aplicação e IFF

Publicado em 15/01/2019 Editoria: Educação sem comentários Comente! Imprimir


O resultado final do CAp foi divulgado este mês no Portal da prefeitura: macae.rj.gov.br

O resultado final do CAp foi divulgado este mês no Portal da prefeitura: macae.rj.gov.br

Os alunos que concluíram o 9º ano do Ensino Fundamental nas escolas da rede municipal de Macaé estão ganhando destaque em processos seletivos para o Ensino Médio. Os três primeiros colocados do Colégio de Aplicação (CAp), da prefeitura, estudam no Colégio Municipalizado Polivalente Anísio Teixeira, no Costa do Sol, que teve nove classificados para a instituição. O Colégio Municipal Maria Letícia Santos Carvalho, no Novo Cavaleiros, também se destacou com o maior número de classificados para o CAp: 13, outros 16 aprovados aguardam em fila de espera e mais 15 foram aprovados para o Instituto Federal Fluminense (IFF).

O resultado final do CAp foi divulgado este mês no Portal da prefeitura: macae.rj.gov.br.  Os dados apontam ainda aprovados no CAp das escolas: Colégio Municipal Engenho da Praia; Colégio Botafogo; Escola Municipal Olga Benário Prestes; Ancyra Gonçalves Pimentel; Maria Isabel Damasceno; Cláudio Moacyr; Ciep Oscar Cordeiro; Ciep Maringá; Escola Municipal Natálio Salvador Antunes e Pedro Adami, ambos na região serrana.

A primeira colocada na seleção para o CAp, Ana Clara Araújo, 14 anos, estudou na Escola Municipalizada Polivalente Anísio Teixeira  (Costa do Sol) e também se orgulha de ter conquistado o 11º lugar no Instituto Federal Fluminense (IFF). "Recebemos todo apoio da escola. E, para dar o melhor de mim, contei com o apoio dos meus pais, fundamental para me dar equilíbrio e confiança na hora das provas. Agradeço aos meus professores por terem me ajudado; quero obter muitas experiências positivas e aprender mais e mais", conta a ex-aluna.

Do mesmo colégio, também saíram o segundo e terceiro colocados para o CAp: Kayke Barbosa da Silva e Mylena Dias Bento. "Estamos muito felizes. Não esperávamos ficar em uma colocação tão boa. Agora é só nos dedicarmos rumo ao Ensino Médio", observou Mylena.

Café da manhã para homenagear alunos destaque

Para comemorar os bons resultados, a direção do Polivalente recebeu os alunos que tiveram bons resultados para um café da manhã especial nesta semana. Entre os participantes foram Pedro Alencar Techera, que obteve o 5º lugar para o CAp. "Estou muito satisfeito. Devo muito aos meus professores. Gosto de estudar, principalmente, a disciplina de História. Gostei que muitos amigos meus também se classificaram", destacou.

Estavam no café também os alunos Lázaro Ferreira Lessa Sampaio, 4º lugar no IFF e 66º no CAp, Yasmin de Lima Pinheiro que ficou na 6ª colocação no IFF e 31º no CAp, além de Lucas da Silva Brasil  com o 14º lugar no CAp e 26º no IFF.

Quarto lugar no concurso, Helena Nunes Pinheiro, também 14 anos, aluna do Maria Letícia, disse que o resultado é fundamental para a sua vida. “Foi fruto de muito estudo, desde o início do ano, com os professores nos dando apoio acadêmico e a minha família me motivando a construir o meu futuro com estudo”.

Guilherme Andrade Santiago Vaz, 15 anos, morador no Bairro Lagomar e também aluno do Maria Letícia, onde estudou do 6º ao 9º anos do Fundamental, ficou em 12º lugar e disse que, mais do que nunca, sabe que chegará onde quer: cursar faculdade federal de Engenharia. “Vou tentar para Macaé, na UFRJ, na Cidade Universitária. Tentei e consegui para o CAp, como eu queria, e vou chegar lá”.

O Colégio Maria Letícia teve, entre os aprovados para o IFF, um aluno com Transtorno do Déficit de Atenção com Hiperatividade (TDAH) classificado em segundo lugar na vaga de necessidades especiais para o curso de Eletromecânica. Lorran Blanck Rocha Pereira, 17 anos, é filho da auxiliar de limpeza do colégio municipal onde ele concluiu o 9º ano do Ensino Fundamental no ano passado. Quem conta a sua história é a mãe, Maria Aparecida Ferreira Rocha Pereira, que mora com a família na Comunidade das Malvinas e não se cabe de tanta felicidade.

"Foi uma das maiores emoções da minha vida. O pai dele até chorou. Sempre acreditamos na capacidade do Lorran, mesmo ele tendo déficit cognitivo, mas receber um resultado deste tamanho não é para qualquer um. Sabemos que agora é mais uma etapa a se cumprir, mais um desafio a enfrentar, mas passaremos juntos e ele vencerá de novo. É uma alegria enorme", comemorou.

Para as diretoras adjuntas da Escola Municipalizada Polivalente Anísio Teixeira, Ana Cristina Quitanilha e Jaqueline Amaral dos Santos Nery, a  aprovação dos estudantes é a prova do comprometimento e dedicação dos 70 professores. Elas destacaram que no último ano do Ensino Fundamental a escola conta com profissionais que realizam acompanhamento especial junto aos estudantes. Segundo elas, o ano letivo de 2018 não será esquecido. O Polivalentefoi destaque na Olimpíada Brasileira de Matemática das Escolas Públicas (OBMEP-2018), com os medalhistas de bronze Arthur Neves de Souza e João Henrique Mendes da Costa, e o professor Wilson Franco Marinho.

"Estamos todos muito felizes com o resultado da nossa escola o que atesta que o bom professor faz toda a diferença na vida dos alunos. Investimos nos estudantes o ano inteiro com muito estudo, justamente, para conseguirem resultados positivos assim e fundamentais para a vida deles e a carreira", afirma a diretora-geral do Maria Letícia, Simone Carvalho Viana,  acrescentando que os professores trabalham, desde o início do ano letivo, com as provas de concursos anteriores e os possíveis temas de Redação.

Fizeram as provas de admissão ao CAp 917 candidatos que concorreram a 70 vagas para a 1ª série do Ensino Médio – 14 vagas foram destinadas a alunos de escolas privadas. A primeira reclassificação será publicada no dia 24 deste mês, a partir das 14h, também no Portal da prefeitura.

› FONTE: Secom Macaé


sem comentários

Deixe o seu comentário