Macaé News
Cotação
RSS

Dia Nacional da Alfabetização é comemorado em Macaé

Publicado em 14/11/2018 Editoria: Educação sem comentários Comente! Imprimir


Alfabetizadores participam de cursos no Centro de Formação Carolina Garcia para reforçar as ações

Alfabetizadores participam de cursos no Centro de Formação Carolina Garcia para reforçar as ações

Nesta quarta-feira (14) é comemorado o Dia Nacional da Alfabetização, com o objetivo de conscientizar a população sobre a importância do processo ensino e aprendizagem no país. Durante todo o mês de novembro, são reforçadas ações do Pacto Nacional de Alfabetização na Idade Certa (Pnaic), programa do Governo Federal seguido por Macaé.

O pacto visa alfabetizar todas as crianças em Língua Portuguesa e em Matemática até o terceiro ano do Ensino Fundamental e é direcionado a turmas de 1º ao 3º anos abrangendo um total de 9 mil alunos. Alfabetizadores participam de cursos no Centro de Formação Carolina Garcia para reforçar as ações.

No Colégio Municipal Paulo Freire (Lagomar), unidade que abrange mil estudantes, são implementados projetos como o "Literatura na Mochila". Ministrado pela professora Edinete Gomes, a ação, que envolve 22 alunos do 3º ano, consegue aliar a leitura na sala de aula e também na casa dos alunos, que têm a oportunidade de envolver os familiares.

Com a proposta de criar oportunidades de manusear livros e permitir que os alunos tenham contato com as palavras, despertando assim o interesse pela leitura, além de envolver pais ou responsáveis no contato com obras literárias, o projeto também enfoca a importância da leitura silenciosa, oral, indireta e coletiva.

Um dos livros enfocados é "O Pequeno Príncipe", que foi elogiado pelos alunos Vinicius Gonçalves e Gabriel Olimpo da Silva. "Fiquei muito feliz. Li e gostei muito, pois fala de amor e respeito. Depois que participei desta atividade, pedi para minha mãe comprar outros livros", destaca Gabriel. Da mesma opinião é Vinicius. "Depois que fiz parte deste projeto, comecei a ler e escrever melhor", comenta o estudante.

A professora Edinete afirma que os estudantes trabalham escrita e pintura em tela. "Soube que uma família deixou um pouco a televisão de lado para se dedicar à leitura no turno da noite. Eles desenvolvem a oralidade e têm o prazer pela leitura aguçado. É na sala de aula que consegui ver que exerço um importante instrumento de transformação", conta.

Avaliação pontua conhecimento em Língua Portuguesa e Matemática

Para realizar diagnóstico do nível de alfabetização e letramento em Língua Portuguesa e Matemática, a rede municipal aplica semestralmente a Avaliação Macaense de Alfabetização (AMA) para cerca de 3 mil alunos do 2º ano do Ensino Fundamental de 43 escolas.

O objetivo da Secretaria de Educação é dar continuidade ao processo de avaliação externa com a finalidade de auxiliar professores e gestores quanto ao direcionamento de ações referentes ao desenvolvimento dos estudantes das turmas de 1º e 2º anos.

› FONTE: Secom Macaé


sem comentários

Deixe o seu comentário