Macaé News
Cotação
RSS

Pré-Vestibular da Prefeitura dá dicas para Enem 2018

Publicado em 01/11/2018 Editoria: Geral sem comentários Comente! Imprimir


O Grupamento de Operações com Cães é composto por nove cães, sendo seis do trabalho para proteção e controle de distúrbios, e três para faro de entorpecentes, armas e munições

O Grupamento de Operações com Cães é composto por nove cães, sendo seis do trabalho para proteção e controle de distúrbios, e três para faro de entorpecentes, armas e munições

A entrega do novo Canil do Grupamento de Operações com Cães, da Secretaria de Ordem Pública, nesta quinta-feira (1º), marcou as comemorações do Dia Nacional da Guarda Municipal, celebrado em 10 de outubro. No pátio da instituição teve formatura e entrega de certificados de reconhecimento aos representantes do Núcleo em Ecologia e Desenvolvimento Ambiental de Macaé (Nupem) da Universidade Federal do Rio de Janeiro.

As atividades, que começaram na última terça-feira (30), prosseguem até sábado (3), com o objetivo de fortalecer todos os grupamentos do órgão e os serviços à população.

O secretário de Ordem Pública, Sebastião Carneiro, afirmou que o novo canil tem a proposta de trazer mais segurança para o animal e adestrador. "São oito baias padronizadas que melhoram o trato do animal e, dessa, forma atingimos mais rápido nossos objetivo", disse o secretário.

O Grupamento de Operações com Cães é composto por nove cães, sendo seis do trabalho para proteção e controle de distúrbios, e três para faro de entorpecentes, armas e munições. O cão tem a função tática e técnica de substituir o trabalho de até 10 agentes. O resultado positivo se dá, principalmente, pela qualificação técnica dos condutores e adestradores, reconhecidos em todo país. No patrulhamento, os cães auxiliam na busca de suspeitos, bloqueio de ataque e revista.

Marcel Romão está há 11 anos na Guarda Municipal, onde começou pelo Patrimônio e, atualmente, um ano e meio no Canil. Sua atividade é treinamento, adestramento e condicionamento físico. Ele conta que o cão traz mais segurança no dia a dia do seu trabalho. E, para isso, treina todos os dias durante período de duas horas. "Ser guarda é saber que vou prestar serviço de grande valia para a população", pontuou.

Policiamento ostensivo - Com o objetivo de atuar no policiamento ostensivo do município, a Guarda Municipal, ligada à Secretaria de Ordem Pública, possui, desde 2014, o Grupo de Apoio Operacional (Gaop). Em parceria com as Polícias Militar e Civil, o grupamento atua em universidades, além de bairros como Centro, Imbetiba e Cavaleiros. São 45 guardas que participam de treinamento anual.

Wellington Lima está na Ordem Pública há seis anos. Ele atua no Gaop e conta que gosta da dinâmica do setor. "Nossa rotina diária é tática e operacional com patrulhamentos que seguem a mancha criminal da cidade. Ser guarda é ter oportunidade de ajudar, servir, ser útil, nessa engrenagem da segurança.  Nosso intuito é contribuir com a paz social e a tranquilidade das pessoas", frisa.

Unidades escolares recebem apoio preventivo da Guarda Municipal

Em Macaé, educação e segurança Pública caminham juntas. A ação preventiva da Coordenação de Apoio Preventivo Escolar (Cape) reforça sua atuação no entorno das unidades escolares. Esta é outra ação da Guarda Municipal, com cinco frentes de trabalho: Patrulhamento Escolar; Ronda Escolar; Apoio Educativo; Vigilância Patrimonial e Apoio Comunitário Escolar.

O projeto Cape surgiu em 2014, com cinco grupamentos diferentes. A ronda escolar atende 107 escolas, voltada para o público adolescente, do 6º ao 9º ano do Ensino Fundamental. O Apoio Comunitário Escolar é um grupamento formado por pessoas que foram treinadas para conseguir obter dados de toda comunidade escolar.

Já o Apoio Educativo é responsável por apresentações com temas que trabalham a "Cultura da Paz". A Vigilância Patrimonial atua na proteção das unidades escolares. O Patrulhamento Escolar busca prevenir as ocorrências em unidades que apresentam os maiores índices relativos à violência. 

João Michel de Oliveira, 42 anos, está há 18 anos na Guarda Municipal, sendo cinco na Coordenadoria de Apoio Preventivo Escolar (Cape). Sua missão é direcionar os agentes para ações educativas, ronda escolar e patrulhamento escolar. "Minha profissão me proporciona ter a oportunidade de contribuir com o exercício da cidadania", pontua.      

› FONTE: Secom Macaé


sem comentários

Deixe o seu comentário