Macaé News
Cotação
RSS

Centro de Idiomas recebe pais de alunos em encontro na Cidade Universitária

Publicado em 08/08/2018 Editoria: Educação sem comentários Comente! Imprimir


Na volta deste segundo semestre letivo, os pais participaram de aula sobre a importância de acompanharem o processo de ensino aprendizagem dos filhos no Centro Municipal de Idiomas (CMI). Eles aprovaram a iniciativa da Secretaria de Ensino Superior e lotaram o Auditório Claudio Ulpiano, na Cidade Universitária, nesta terça-feira (7), para receberem as boas-vindas. Conheceram a metodologia pedagógica e administrativa do programa, que oferece, gratuitamente, cursos de inglês e espanhol a estudantes da rede pública, de 12 a 18 anos, e saíram do encontro certos de que o CMI contribui para um futuro melhor na vida dos seus filhos.

No encontro, além de conhecerem os professores e a equipe da Superintendência Acadêmica, responsável pelo CMI, os pais receberam o manual do aluno e ficaram por dentro do cronograma do semestre e os procedimentos de duração do curso, faltas, avaliação, segunda chamada, plantão de reforço, que deve ser feito na própria sala de aula com o professor, reprovação, trancamento de matrícula e material de estudo. O curso de inglês tem duração de cinco anos e o de espanhol, quatro.

- O valor do projeto é a participação dos pais incentivando seus filhos para que estudem e participem das atividades. O CMI é um programa pedagógico de qualidade e gratuito, portanto, quem consegue a vaga, deve se dedicar. Estamos sempre de portas abertas para recebê-los -, destacou o secretário de Ensino Superior, Márcio Magini, que abriu o encontro.

Nem a chuva que caiu na manhã desta terça fez a funcionária de uma empresa de limpeza desistir de participar do encontro. Moradora na comunidade Malvinas, Zilanda Regina dos Santos disse que a filha Jaicili Daiana dos Santos de Oliveira, 15 anos, aluna do nono ano da rede pública de ensino, ainda não escolheu que carreira seguir, mas sabe que vai precisar do inglês para garantir uma boa vaga de emprego no futuro.

- Ela sempre foi incentivada pelo irmão mais velho, que trabalha numa grande empresa, e diz que ter o inglês é fundamental para conseguir uma vida melhor. E Jaicili gosta muito do Centro de Idiomas. Eu apoio em tudo para que ela possa gostar cada vez mais e se formar - disse. “Acho importante uma reunião como esta porque é uma oportunidade também para trocar ideias com os pais dos outros alunos e saber como é a rotina de estudos dos outros”, falou a dona de casa Joana Fernandes. O filho dela, Gabriel, 15 anos, cursa espanhol.

O aluno Luiz Fernando Araújo da Mota, que está no nível intermediário II e, hoje, aos 19 anos, cursa faculdade de Análise e Desenvolvimento de Sistemas, contou que já fala fluentemente o inglês e começou com o livro de introdução, como os demais.

 

› FONTE: SECOM


sem comentários

Deixe o seu comentário

Digite as palavras abaixo: