Macaé News
Cotação
RSS

HPM reforça importância do aleitamento materno

Publicado em 02/08/2018 Editoria: Saúde sem comentários Comente! Imprimir


Quanto mais tempo as crianças são amamentadas, mais elas adquirem resistência às doenças

Quanto mais tempo as crianças são amamentadas, mais elas adquirem resistência às doenças

"Amamentação é a base da vida". Esse é o tema da nova campanha de aleitamento, que reforça a importância do leite materno para o desenvolvimento das crianças até dois anos e exclusivo até os seis meses de vida, orientação preconizada pela Organização Mundial da Saúde (OMS). A campanha acontece na Semana Mundial da Amamentação (1° a 7 de agosto). Em Macaé, o trabalho de conscientização e orientação é contínuo e conta com equipe multidisciplinar. No Hospital Público de Macaé (HPM) são registrados, em média, 250 partos mensais. A proposta é que todas as crianças nascidas na rede pública municipal tenham alta com aleitamento materno exclusivo.

De acordo com a fonoaudióloga da maternidade do HPM, Marina Gervásio, Macaé realiza trabalho para promoção, proteção e amparo à lactante para que o aleitamento materno seja possível.

"Todas as mães que desejam amamentar, conseguem. Para aquelas que questionam a pouca quantidade de leite, existem estratégias que auxiliam na produção. Costumo dizer que o aleitamento materno é a primeira poupança que a mãe pode fazer para seu filho. Quanto mais tempo as crianças são amamentadas, mais elas adquirem resistência às doenças. A mulher que amamenta também tem benefícios para sua saúde", destacou Marina.

Moradora do Novo Horizonte e mãe de cinco filhos, Geilsa Souza (33) ainda está decidindo, junto com o pai, o nome do mais novo integrante da família. Nascido nesta terça-feira (31) no  HPM, com 2,285 kg e 48 cm, o pequeno já conta com o aleitamento materno.

"Amamentei todos os meus filhos, sempre por um período de dois anos. Dificilmente eles ficam doente. Não tenho condições de comprar fórmulas industrializadas e também acho desnecessário, pois o leite materno é saudável e de graça. Meus filhos são perfeitos", pontuou Geilsa, que também é mãe da Eloisa (11), Yana (4), Letícia (3) e Marcos Vinícius (1).

O hospital conta com equipe multiprofissional composta por médicos, fonoaudiólogos, enfermeiros, psicólogos, assistentes sociais, nutricionistas e fisioterapeuta. A equipe auxilia as mamães, por meio de trabalho humanizado, o manejo do aleitamento e da alimentação via oral, a capacitação e educação continuada, além de empatia e acolhimento.

"O aleitamento materno é abordado por todos os profissionais que vão ao leito das pacientes. Mães, pais e familiares são envolvidos nesse tema que tem tanta importância para o crescimento saudável da criança. Não recomendamos o uso de qualquer bico artificial, seja ele de mamadeira, chupeta, entre outros. Fórmulas lácteas infantis são oferecidas a partir de critérios médicos específicos e extremamente necessário", pontuou a fonoaudióloga da maternidade do HPM, acrescentando que as mães também contam com palestras sobre o tema realizadas por acadêmicos da Universidade Federal do Rio de Janeiro (UFRJ).

A campanha visa incentivar a amamentação materna exclusiva até os seis meses de vida, contribuindo para o desenvolvimento e proteção da criança. Além de reduzir em 13% a mortalidade por causas evitáveis em crianças menores de cinco anos, a amamentação materna também reduz casos de diarreia, infecções respiratórias, hipertensão, colesterol alto, diabetes e obesidade.

› FONTE: SECOM Macaé


sem comentários

Deixe o seu comentário