Macaé News
Cotação
RSS

FMC e Educação lançam obra histórica sobre Macaé

Publicado em 07/04/2014 Editoria: Educação sem comentários Comente! Imprimir


Aguardado pela comunidade macaense, o livro “Personagens e Relatos na História de Macaé” acaba de sair do prelo e vem enriquecer o arquivo histórico da cidade. A Fundação Macaé de Cultura (FMC), através da Vice-Presidência de Acervo e Patrimônio Histórico e da Secretaria Municipal de Educação, lança oficialmente a obra na próxima terça-feira (8), às 18h. A ocasião especial dá seguimento às comemorações dos 200 anos de criação da Vila de São João de Macaé, no momento em que também se comemora os 10 anos de fundação do Solar dos Mellos – Museu da Cidade de Macaé. Durante o evento, nas dependências do Solar, será inaugurada a exposição: Cesar Mello: entre trigo e letras. 
 
– Uma de nossas missões é disseminar o conhecimento patrimonial, por isso vamos distribuir o livro para toda a rede de ensino. Seu conteúdo é riquíssimo e artisticamente está bem bonito, proporcionando uma leitura fácil e agradável – avalia o presidente da FMC, Juliano Tannus da Fonseca. 
 
Segundo a secretária de Educação, Lucia Thomaz, “Relatos e Personagens na História de Macaé transforma o estudo da História do Município em experiência de contato com o passado para entender o presente e poder sonhar o futuro para os cidadãos macaenses e para outros viajantes que aqui passarem”.
 
Todos os relatos e narrativas do livro foram extraídos de documentos manuscritos relacionados a três diferentes momentos do país: períodos Colonial, Imperial e Republicano. Fatos da Macaé colônia abrem a obra, retratando o processo de ocupação, povoamento, aldeamento dos índios Guarulhos, a constituição e os desmembramentos das freguesias que, posteriormente, deram origem ao município. 
 
- O desafio deste livro é disponibilizar para os leitores uma obra que destaque vários traços da vida, da demografia, da geografia, da economia e da cultura, em síntese, da sociedade macaense em diferentes tempos históricos”, diz a vice-presidente de Acervo e Patrimônio Histórico de Macaé -, Gisele Muniz.
 
A Macaé Imperial é contada na segunda parte com os relatos de acontecimentos que marcam a passagem do território macaense, da condição de freguesia à situação de vila e a sua elevação a cidade. Por último, o livro fala sobre a Macaé republicana, trazendo para os leitores uma apresentação geral da cidade, do município e das transformações vividas ao longo do século XX. Trata-se de um trabalho literário composto por fragmentos de documentos descritos à mão e textos impressos de viajantes memorialistas de cada época, cronistas dos séculos XVI, XVII, XVIII, XIX e XX, que viram e sentiram a Macaé de um passado remoto e recente.

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário