Macaé News
Cotação
RSS

Campanha nacional contra sarampo e pólio será em agosto

Publicado em 11/07/2018 Editoria: Saúde sem comentários Comente! Imprimir


Visando aumentar a cobertura vacinal contra a poliomielite e o sarampo, o Ministério da Saúde realizará entre os dias seis e 31 de agosto a Campanha Nacional de Vacinação contra a Poliomielite e o Sarampo. Em Macaé, a Secretaria de Saúde irá disponibilizar 27 postos de imunização. O Dia D da campanha acontecerá no dia 18 de agosto, sábado.

A meta do Ministério da Saúde é evitar a reintrodução do vírus selvagem da poliomielite, bem como vacinar os menores de cinco anos contra o sarampo e a rubéola. Deverão ser vacinadas crianças de um ano até quatro anos, 11 meses e 29 dias.

No município, a tríplice viral (sarampo, caxumba e rubéola) está disponível em todas as unidades de saúde, mesmo fora do período da campanha nacional. O atendimento na Casa da Vacina e nos postos do Parque Aeroporto e da Imbetiba é de segunda a sexta-feira, de 8 às 17 horas. Nas demais unidades, a vacinação é oferecida em dias e horários específicos, mediante agendamento, para otimização dos frascos com as doses.

A poliomielite e o sarampo são doenças de notificação compulsória e o país tem compromissos internacionais para erradicar e eliminar estas doenças.

Pólio - A poliomielite é uma doença infectocontagiosa viral aguda, caracterizada por um quadro de paralisia flácida, de início súbito. Acomete em geral os membros inferiores, de forma assimétrica, tendo como principais características a flacidez muscular, com sensibilidade preservada, e a ausência de reflexo no segmento atingido.

A transmissão ocorre por contato direto pessoa a pessoa, pela via fecal-oral (mais frequentemente), por objetos, alimentos e água contaminados com fezes de doentes ou portadores, ou pela via oral-oral, através de gotículas de secreções da orofaringe (ao falar, tossir ou espirrar).

Sarampo - O sarampo é uma doença infecciosa com erupções na pele aguda, transmissível e extremamente contagiosa, podendo evoluir com complicações e óbito, particularmente em crianças desnutridas e menores de um ano. A transmissão ocorre de pessoa a pessoa, por meio de secreções respiratórias, no período de quatro a seis dias antes do aparecimento da lesão até quatro dias após

› FONTE: SECOM Macaé


sem comentários

Deixe o seu comentário

Digite as palavras abaixo: