Macaé News
Cotação
RSS

Macaé 205 anos: bandas escolares se preparam para desfile

Publicado em 10/07/2018 Editoria: Cultura sem comentários Comente! Imprimir


Dia 29 (domingo), às 9h, na avenida Elias Agostinho, em Imbetiba.

Dia 29 (domingo), às 9h, na avenida Elias Agostinho, em Imbetiba.

Bandas das escolas se preparam para o desfile cívico de 205 anos de fundação da vila de Macaé. Mesmo no período de recesso, que começa nesta quarta-feira (11), alunos integrantes do projeto Bandas Escolares continuarão ensaiando para participar da programação, que será no dia 29 (domingo), às 9h, na avenida Elias Agostinho, em Imbetiba.

O cronograma de ensaios e estudo de música será a cada três dias, se estendendo até sexta-feira (27). Este ano, a programação do desfile contará com 11 bandas das seguintes unidades escolares: Generino Teotônio de Luna (Virgem Santa), Elza Ibrahim (Ajuda), Paulo Freire (Lagomar), Cláudio Moacyr de Azevedo (Aeroporto), Oscar Cordeiro (Aeroporto), Leonel Brizola (Barra) e Maria Isabel Damasceno Simão (Centro). A lista também conta com Jacyra Tavares Duval (Novo Cavaleiros), Carolina Curvelo Benjamin (Trapiche), Polivalente Anísio Teixeira (Costa do Sol) e Tarcísio Paes de Figueiredo (Bicuda).

No Colégio Municipal Generino Teotônio de Luna cerca de 40 alunos fazem parte da Corporação Musical Jamil Andrade Dias. Conduzidos pelos instrutores Luis Carlos Pereira e Jorge Henrique Pereira, os estudantes fazem parte dos ensaios às terças e quartas, nos horários divergentes aos de aula e também aos sábados.

Robert da Conceição Santos, Josilaine dos Santos Crespo e Sabrina dos Santos Ferreira, todos do oitavo ano, fazem questão de comparecer aos ensaios. "Amo música. Toco escaleta e lira. Estou ansiosa para o desfile", conta Josilaine. Da mesma opinião é Sabrina. "Estou há três anos na banda. Depois que entrei na corporação, melhorei muito na escola", observou.

Segundo a secretária de Educação, Leila Clemente, o projeto Bandas Escolares segue a determinação da lei 13.278-2016, que inclui as artes visuais, a dança, a música e o teatro nos currículos dos diversos níveis da educação básica. "Em ações como estas, conseguimos despertar nos alunos o interesse pela área cultural, proporcionando novas perspectivas para os estudantes", ressalta.

Projeto - Para fazer parte das bandas escolares, as crianças e adolescentes devem frequentar regularmente as aulas e ter boas notas. Em caso de três faltas injustificadas, ocorre substituição por outro aluno que está no cadastro reserva. 

Com cerca de 500 participantes, o projeto Bandas Escolares tem como propostas estimular a permanência na sala de aula, preparar os alunos a se tornarem cidadãos críticos, propiciar a aproximação da família e permitir que talentos sejam valorizados e reconhecidos.

As bandas escolares contam com a atuação de instrutores concursados que levam ensinamentos da música, disciplina, concentração, postura e expressão. Muitos já foram ex-alunos e integrantes de corporações. Eles também fazem parte da banda da Secretaria Municipal de Educação, que desenvolve a música não só nas unidades escolares, mas também em instituições e outros eventos.

› FONTE: SECOM Macaé


sem comentários

Deixe o seu comentário

Digite as palavras abaixo: