Macaé News
Cotação
RSS

Cuidados contra o Aedes aegypti devem ser mantidos no inverno

Publicado em 10/07/2018 Editoria: Geral sem comentários Comente! Imprimir


O objetivo foi alertar a população que os cuidados contra o mosquito Aedes aegypti, responsável em transmitir a dengue

O objetivo foi alertar a população que os cuidados contra o mosquito Aedes aegypti, responsável em transmitir a dengue

A Secretaria de Saúde, por meio do Centro de Controle de Zoonoses (CCZ), realizou, nesta terça-feira (10), uma ação no bairro Miramar, em frente onde funcionam a Secretaria de Serviços Públicos e o Centro de Especialidades Dr. Moacyr Santos (Barracão). O objetivo foi alertar a população que os cuidados contra o mosquito Aedes aegypti, responsável em transmitir a dengue, chicungunha e zika vírus, devem continuar mesmo na estação do inverno.

Segundo dados da Gerência em Vigilância em Saúde, no ano de 2018 foram confirmados 14 casos de chicungunha e sete de dengue. Nenhum de zika foi registrado. Até o momento foram visitados neste ano 166.856 imóveis pelos agentes de endemias.

A gerente em Vigilância em Saúde, Daniela Bastos Vieira, explica que o combate ao vetor deve continuar, inclusive porque em alguns municípios houve avanço de casos de chicungunha.

- Os agentes de combate a endemias sempre realizam o trabalho de prevenção. Mas na ação desta terça-feira (10), o foco foi o inverno. Macaé não possui dados alarmantes, mas mesmo assim, nossas ações são intensificadas, não só no Miramar, mas em outros bairros - explicou.

O coordenador administrativo do CCZ, Flávio Paschoal, informou que os agentes entregaram folderes explicativos, anotaram solicitações de visitas domiciliares dos moradores, aplicaram larvicidas em residências e ainda realizaram uma pesquisa com os moradores para saber se alguém já teve doença provocada pelo Aedes.

- No caso do bairro Miramar existem residências com muitos ralos e tambores de água. Os moradores devem ter a consciência que devem continuar a cuidar de seus quintais, evitar água acumulada e caixas d´àgua sem tampas - alertou, acrescentando que a preocupação deve ser estendida a locais com obras em andamento ou inacabadas a fim de evitar pontos que possam se tornar focos do mosquito - completou.

Agentes bloqueiam imóvel com caso positivo de dengue

Os agentes também estiveram na residência do aposentado Edmo Rodrigues Alves (Miramar), que apresentou caso positivo de dengue.

Segundo o morador, ele cuida do seu quintal, evitando plantas com vasos de água. "A gente cuida da nossa casa, mas muitas pessoas não zelam por seu imóvel", disse.

Os agentes do CCZ realizaram o trabalho de bloqueio na residência e ainda percorreram a rua do morador, pulverizando o local com a bomba costal.

Os moradores foram orientados a procurar uma unidade de saúde para fazer o exame de sangue em caso de sintomas. Com base nesses dados, o Centro de Controle de Zoonoses traça as ações de combate e prevenção ao vetor.

Sintomas da dengue - Os principais sintomas da dengue são dores nos músculos, atrás dos olhos, costas, abdômen, ossos, articulações, febre, fadiga, mal-estar, perda de apetite e tremor ou suor. Também é comum dor de cabeça, manchas avermelhadas ou náusea.

Sintomas da zika - Os sintomas da zika incluem febre baixa, dor nos músculos e articulações, além de vermelhidão nos olhos e manchas vermelhas na pele. A doença é transmitida pelo mesmo mosquito da dengue, e os sintomas normalmente surgem dez dias após a picada.

Sintomas da chicungunha - É uma doença provocada por um vírus, que apresenta sintomas semelhantes aos da dengue, tais como febre alta, dores pelo corpo, dor de cabeça, cansaço e manchas avermelhadas pelo corpo. A febre chicungunha não provoca complicações hemorrágicas, sendo, portanto, uma infecção menos fatal que a dengue.

› FONTE: SECOM Macaé


sem comentários

Deixe o seu comentário

Digite as palavras abaixo: