Macaé News
Cotação
RSS

Criação de peixes é alternativa de renda para pequenos produtores rurais de Campos

Publicado em 08/07/2018 Editoria: Economia sem comentários Comente! Imprimir


A criação de peixes é uma alternativa de renda para os pequenos produtores rurais de Campos, em especial as famílias de assentamentos no município. Para divulgar esta e outras informações, a Superintendência municipal de Pesca e Aquicultura montou um tanque de criação de tilápia no estande da Prefeitura de Campos na maior feira agropecuária do Norte Fluminense. A 59ª Expoagro acontece até este domingo (8), no Parque de Exposições da Fundação Rural de Campos (FRC).

— Estamos trabalhando a fim de construir uma Campos além da dependência dos royalties. Voltar o olhar e valorizar os pequenos e médios produtores rurais, a agricultura familiar, nesse caso. A aquicultura familiar, é um dos compromissos da nossa gestão — afirmou o prefeito Rafael Diniz, que participou da solenidade de abertura da Expoagro, na última quarta-feira (4), ocasião em que ressaltou aos presentes, o apoio à pecuária e agricultura. 

De acordo com o superintendente adjunto da pasta, José Armando Barreto, a criação de peixes é uma forma de agregar renda ao aquicultor e para aqueles que têm aptidão com a cultura.

— O tanque montado no estande permite a observação do sistema de produção em atividade levando informação desse novo tipo de cultura e criando condições para fortalecer a aquicultura no município. Uma cultura que vai além da dependência dos royalties — afirmou o superintendente adjunto.

No estande foi montado um tanque com cinco mil litros de água, que comporta até mil tilápias. No final do ciclo de cinco meses, é possível obter peixes com 500 gramas, em média. O resultado é uma renda de aproximadamente R$ 4 mil com dois ciclos anuais. A Prefeitura de Campos apoia esta cultura com fomento, licenciamento ambiental e acompanhamento de especialistas. Atualmente, há dois tanques com produção de tilápia, um no Assentamento Che Guevara, na localidade de Marrecas, na Baixada Campista, e outro, no Assentamento Zumbi.

Ainda segundo José Armando, a água utilizada nos tanques de criação de peixes serve para a irrigação de pequenas hortas ou irrigação por gotejamento. A superintendência oferece, ainda, apoio à criação de camarão.

— Atualmente, temos carcinocultura em quatro fazendas. Com recursos dos próprios criadores de camarão e apoio do município, estamos buscando alternativas na economia local para reduzir a dependência do município em relação aos royalties — finalizou o superintendente adjunto.

› FONTE: SECOM Campos


sem comentários

Deixe o seu comentário