Macaé News
Cotação
RSS

Socorristas mandam evacuar área da caverna onde estão 12 crianças e treinador de futebol

Publicado em 08/07/2018 Editoria: Mundo sem comentários Comente! Imprimir


Socorristas mandaram evacuar na noite deste sábado (manhã de domingo na Tailândia) a área da caverna onde 12 crianças e seu treinador de futebol estão presos há 15 dias para abrir espaço e "ajudar as vítimas".

"Todos os que não estão implicados na operação devem sair da área imediatamente", anunciou a Polícia por um sistema de alto-falantes no local onde se concentram centenas de jornalistas.

A operação de resgate chama a atenção da imprensa mundial e mais de 1.100 jornalistas estão no local, com os equipamentos instalados em meio ao barro em uma área de selva tropical.

Horas antes, os 12 meninos enviaram neste sábado, com a ajuda dos mergulhadores, cartas a suas famílias, ao mesmo tempo que as equipes de emergência mencionam um prazo de três a quatro dias para o resgate antes do retorno das chuvas.

O treinador de futebol dos menores de idade, que está com o grupo na caverna, também enviou uma carta aos pais das crianças, na qual pede desculpas: "Obrigado por todo o apoio moral e peço desculpas aos pais", escreveu Ekkapol Chantawong, de 25 anos, no texto divulgado pelos socorristas.

O sentimento de culpa do jovem treinador está no centro dos debates no país, alvo de críticas por ter levado os meninos a uma caverna que poderia ficar inundada durante as chuvas de monção.

Após a publicação de dois vídeos, o primeiro gravado quando os mergulhadores britânicos encontraram o grupo na segunda-feira à noite e o segundo, de terça-feira, as autoridades não divulgaram mais imagens dos jovens.

As cartas escritas pelas crianças a suas famílias são as primeiras provas de vida reveladas desde terça-feira.

"Não se preocupem, mamãe e papai. Eu estou fora há duas semanas, mas vou voltar e ajudá-los na loja", escreveu Bew.

"Estou bem, mas aqui faz um pouco de frio. Não se preocupem comigo. Não esqueçam de preparar minha festa de aniversário", escreveu Duangphet, que assina a mensagem com seu apelido, Dom.

As equipes de emergência mencionaram neste sábado a possibilidade de optar por um resgate perigoso, antes do retorno das chuvas de monção que derrubariam todos os esforços para drenar o máximo de água da caverna.

"Agora e durante os três ou quatro próximos dias, as condições de resgate são perfeitas no que diz respeito à água, tempo e saúde das crianças", afirmou Narongsak Osottanakorn, governador da província de Chiang Rai e coordenador da célula de crise.

"Temos que decidir o que podemos fazer", completou.

› FONTE: O Dia


sem comentários

Deixe o seu comentário