Macaé News
Cotação
RSS

Flamengo derrota o Fluminense e dispara na liderança do Brasileirão

Publicado em 08/06/2018 Editoria: Esporte sem comentários Comente! Imprimir


A ousadia e a alegria da garotada, somadas à eficiência dos centroavantes, deixaram o Flamengo ainda mais à vontade na liderança do Campeonato Brasileiro. Ao ganhar do Fluminense por 2 a 0, nesta quinta, no Mané Garrincha, o time aumentou para cinco pontos a distância em relação à segunda colocação, ocupada agora pelo Sport. No embalo de quatro vitórias seguidas, o Rubro-Negro terá Paraná, domingo, e Palmeiras, quarta-feira, antes da parada para a Copa do Mundo. Já o Tricolor enfrenta, nas mesmas datas, Atlético-MG e Santos, a fim de tentar se reaproximar da parte de cima da tabela.

A liderança e a rivalidade inspiraram Vinicius Júnior e Lucas Paquetá no primeiro tempo. Os dois garotos tentavam, com jogadas de efeito, desestabilizar a experiente zaga tricolor. Gum enquadrou Paquetá; Renato Chaves tirou satisfação com Vinicius Júnior. Sintomas de que a estratégia dava certo.

O Flamengo controlou a maior parte da partida e, aos 28, abriu o placar com Henrique Dourado. O Ceifador, ao converter pênalti sofrido por Marlos Moreno, puxado por Marlon, quebrou jejum de nove gols sem marcar.

O lampejo do centroavante não ofuscou a jovem dupla rubro-negra. Vinicius Júnior, por duas vezes, parou em Júlio César. O goleiro teve que defender também chute de Paquetá, após lençol em Douglas. O Fluminense só deu trabalho ao goleiro Diego Alves aos 45, com Gilberto.

Em dez minutos de segundo tempo, o técnico Abel Braga gastou as três substituições. No intervalo, trocou Sornoza por Matheus Alessandro e Renato Chaves por Pablo Dyego. Este, porém, pediu para sair logo no início, machucado. Robinho entrou.

Sem ter mais o que fazer, o treinador tricolor viu seu time sem força de reação na etapa final. O Flamengo, por sua vez, diminuiu o entusiasmo. Vinicius Júnior e Paquetá passaram a optar pela simplicidade.

Em ritmo menos acelerado, a equipe de Maurício Barbieri parecia segura com o placar que lhe favorecia. Quando a fase é boa, porém, o gol sai naturalmente. Everton Ribeiro tabelou com Lucas Paquetá e encontrou Felipe Vizeu, que entrara no lugar de Dourado, livre. O atacante, meio sem jeito, tirou Júlio César e tocou para o gol vazio, quase que de cima da linha.

FICHA TÉCNICA FLUMINENSE 0X2 FLAMENGO

Estádio: Mané Garrincha, Brasília (DF)
Árbitro: Dewson Fernando Freitas da Silva (Fifa/PA)
Assistentes: Helcio Araujo Neves (PA) e Heronildo Freitas da Silva (PA)
Público/Renda: 59.987 pagantes, 60.000 presentes, R$ 3.177.575
Cartões amarelos: Marlon (26&39;/1ºT), Gilberto (32&39;/1ºT), Matheus Alessandro (29&39;/2ºT) (FLU), Lucas Paquetá (18&39;/1ºT), Renê (27&39;/2ºT) (FLA)
Cartões vermelhos: -
Gols: Henrique Dourado (28&39;/1ºT) (0-1), Felipe Vizeu (33&39;/2ºT) (0-2)

FLUMINENSE: Júlio César; Renato Chaves (Pablo Dyego - INTERVALO) (Robinho - 10&39;/2ºT), Gum, Luan Peres; Gilberto, Richard, Jadson, Douglas, Sornoza (Matheus Alessandro - INTERVALO), Marlon; João Carlos. Técnico: Abel Braga.

FLAMENGO: Diego Alves; Rodinei, Léo Duarte, Rhodolfo (Thuler - 26&39;/2ºT), Renê; Everton Ribeiro, Cuéllar, Lucas Paquetá; Marlos (Jean Lucas - 17&39;/2ºT), Dourado (Felipe Vizeu - 22&39;/2ºT) e Vinicius Jr. Técnico: Maurício Barbieri.

› FONTE: O Dia


sem comentários

Deixe o seu comentário