Macaé News
Cotação
RSS

Seleção feminina derruba China, atual campeã olímpica, na Liga das Nações

Publicado em 05/06/2018 Editoria: Esporte sem comentários Comente! Imprimir


A seleção brasileira feminina de vôlei obteve grande feito nesta terça-feira. Jogando na cidade de Jiangmen, as comandadas do técnico José Roberto Guimarães derrubaram a China, atual campeã olímpica, pelo placar de 3 sets a 2, com parciais de 19/25, 25/23, 27/25, 10/25 e 16/14, e mantiveram a boa fase na Liga das Nações, no início da quarta semana de disputas.

Com o resultado, as brasileiras somam agora nove vitórias em dez jogos na competição - perderam somente na estreia, para a Alemanha. O time nacional soma 26 pontos, mais perto do líder Estados Unidos, que tem 28.

A liderança pode mudar de mãos nesta quarta, quando o Brasil enfrentará justamente as norte-americanas, que venceram nesta terça a Rússia por 3 sets a 0. Mais um triunfo deve deixar as brasileiras perto da vaga na fase final, que vai reunir seis seleções, sendo que a anfitriã China já está classificada.

O técnico José Roberto Guimarães escalou a seleção nesta terça com Adenízia, Roberta, Gabi, Amanda, Tandara, Bia e Suellen. E as brasileiras demoraram para "entrar" no jogo. As anfitriãs lideraram o set inicial desde o começo e só foram ameaçadas quando o Brasil encostou no placar ao diminuir a vantagem para 10/9. Na sequência, as chinesas abriram 28/14 antes de fecharem a partida com seis pontos de diferença.

Mais atentas, as chinesas continuaram melhor no início do segundo set. Até que as brasileiras começaram a reação e buscaram a virada, com 21/17. Na sequência, fecharam em 25/23. O triunfo renovou a confiança do Brasil, que ganhou embalo no duelo e virou o marcador no set seguinte.

Esta terceira parcial foi a mais equilibrada da partida. Pela primeira vez no duelo, as brasileiras saíram na frente, com 6/2. A China, contudo, buscou o empate quando fizeram 16/16. E o jogo seguiu parelho até 25/25, quando as visitantes aproveitaram vacilo das anfitriãs para abrir dois pontos de vantagem e fechar o set.

Na quarta parcial, porém, o ritmo brasileiro caiu completamente e a China passeou em quadra diante de um "apagão" da equipe de Zé Roberto. As anfitriãs abriram 4/0, depois ampliaram para 15/7, antes de fecharem em 25/10, numa das maiores desvantagens sofridas pela seleção na competição até agora.

No tie-break, o equilíbrio deu o tom, com empate a cada ponto, até que o Brasil fez 10/09 e depois abriu 12/10. A China se recuperou rapidamente e voltou a encostar até que as brasileiras fecharam em 16/14 graças ao "desafio eletrônico", pedido por Zé Roberto. No lance, Drussyla atacou com força e o árbitro marcou a bola fora. O desafio, contudo, mostrou toque do bloqueio, o que garantiu o ponto brasileiro e o triunfo.

Apesar da derrota, foi do time chinês o maior destaque individual do jogo. A ponteira Ting Zhu anotou 34 pontos. Pela seleção brasileira, a maior pontuadora foi Tandara, com 19.

Estadão

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário