Macaé News
Cotação
RSS

Zidane anuncia que vai deixar o Real Madrid

Publicado em 31/05/2018 Editoria: Esporte sem comentários Comente! Imprimir


O técnico do Real Madrid, o francês Zinédine Zidane, anunciou de maneira surpreendente nesta quinta-feira que vai deixar o clube, menos de uma semana depois de conquistar a terceira Liga dos Campeões consecutiva no comando do clube espanhol.

"Tomei a decisão de não continuar", explicou Zidane em uma entrevista coletiva.

O presidente do Real Madrid, Florentino Pérez, que estava ao lado de Zidane, afirmou que esta foi "uma decisão totalmente inesperada" e que este é um "dia triste".

"Esta equipe deve seguir ganhando e precisa de uma mudança para isto. Depois de três anos precisa de outro discurso, outra metodologia de trabalho e por isso tomei esta decisão", explicou o francês.

Zidane, que comunicou a decisão na quarta-feira ao presidente do clube e conversou com o capitão Sergio Ramos antes de anunciar oficialmente, afirmou que não procura outro clube para a próxima temporada.

Aos 45 anos, o ex-jogador assumiu o comando do clube merengue no início de 2016 e, apesar desta representar sua primeira experiência como técnico profissional, Zidane liderou o Real Madrid em seu ciclo mais vitorioso das últimas décadas.

No sábado passado, o francês entrou para a história do futebol europeu ao tornar-se o primeiro técnico a conquistar três Ligas dos Campeões consecutivas após a vitória do Real Madrid sobre o Liverpool por 3-1.

Este triunfo camuflou uma temporada irregular da equipe, que ficou em terceiro lugar no campeonato espanhol, 17 pontos atrás do campeão Barcelona, e foi eliminado nas quartas de final da Copa do Rei pelo modesto Leganés.

"Há momentos duros na temporada, isto faz você refletir", explicou Zidane.

Em duas temporadas e meia no Real Madrid, o francês conquistou nove títulos: três Ligas dos Campeões, uma Liga Espanhola, dois Mundiais de Clubes, duas Supercopas da Europa e uma Supercopa da Espanha.

- Seleção francesa -

Zidane foi o único treinador da era Florentino Pérez que pediu demissão, em vez de ser demitido pelo mandatário.

Na França, começam a vislumbrar Zizou como comandante da seleção num futuro. O ex-jogador fez história ao marcar dois gols na final da Copa do Mundo de 1998, único título do país no mundial.

Se o atual treinador dos "Bleus", Didier Deschamps, tem contrato até 2020, Zidane passa pela cabeça do presidente da Federação, Noël Le Graët.

"Seria uma continuação lógica. É provável que um dia tenha esta ambição", disse Graët em junho de 2017.

"Depois do Real, para que clube pode ir? É um pouco complicado, porque certamente é um dos maiores clubes do mundo e já ganhou tudo", disse à AFP Guy Lacobe, que o revelou como jogador em Cannes.

"Acho que um dia vai querer assumir a seleção da França. É evidente, jamais escondeu isso", acrescentou.

› FONTE: JB


sem comentários

Deixe o seu comentário