Macaé News
Cotação
RSS

Seletiva do Festival de Música movimenta Teatro Municipal

Publicado em 23/05/2018 Editoria: Cultura sem comentários Comente! Imprimir


A programação foi dividida nas categoria de melhor composição (música inédita) em qualquer gênero musical e melhor intérprete

A programação foi dividida nas categoria de melhor composição (música inédita) em qualquer gênero musical e melhor intérprete

A seletiva do Festival de Música Estudantil de Macaé movimentou  a tarde desta quarta-feira (23), no Teatro Municipal de Macaé. Jovens do Ensino Fundamental, Educação de Jovens e Adultos e Ensino Médio tiveram a oportunidade de soltar a voz na programação que faz parte do calendário municipal. Na ocasião, foram selecionadas 12 músicas. A final do evento será no dia 20 de junho também no teatro, às 14h.

A programação foi dividida nas categoria de melhor composição (música inédita) em qualquer gênero musical e melhor intérprete. Nesta categoria de melhor intérprete, o estudante concorre com qualquer música seja autoral (música inédita) ou de outros autores nacionais e internacionais. O talento dos participantes emocionou a plateia formada por torcidas organizadas, diretores e  familiares.

Entre os participantes mais animados estavam João Apolinário (Colégio Municipal Professora Maria Isabel Damasceno Simão), Mariana Peres (Engenho da Praia), Milla Lima de Souza (Colégio Municipal Polivalente Anísio Teixeira), Eduarda Raposo (Colégio Aplicação) e Sandy Evelin Fernandes (Colégio Municipal Generino Teotônio de Luna), além de grupos do Colégio Municipal Olga Benário Prestes, Engenho da Praia e o coral "Descendo a Serra", que representa o Colégio Municipal Raul Veiga.

O Festival foi marcado pelas apresentações especiais dos alunos Anderson Fourny (Colégio Municipal Maria Isabel Damasceno Simão) e Rhaquel Marins (Engenho da Praia). A aluna teve a chance de cantar ao lado do pai Ezequiel Faria. "Estamos honrados em fazer parte do Festival. Com certeza a programação é inesquecível para as escolas participantes", destaca Anderson.

Seleção - Uma comissão julgadora formada por pelos músicos Ricardo Badaró, Ennes Silva, Carlos Jorge Clemente e  Robson Farah selecionaram  os seguintes critérios: melhor composição - originalidade, arranjo e letra. Já para melhor intérprete os quesitos são domínio técnico, musicalidade, afinação e presença de palco.

Emocionada, a superintende de Educação Integrada, Andrea Martins, afirmou que programação se consolidou por agregar valores na área musical e motivar, cada vez mais, as manifestações culturais nas escolas. "O objetivo do festival é criar espaço e estímulo para a expressão de talentos na área da criação artística", observa. 

Torcidas aprovam - O festival também foi agitado pela participação das torcidas. Comovida, Raquel Lopes disse que se orgulha da participação do aluno, Rafael Lopes do Colégio Municipal Engenho da Praia. "Meu filho toca sax e é muito dedicado. Estamos muito felizes com este festival", conta. O Colégio Municipal Professora Maria Isabel Damasceno Simão levou seus alunos para torcerem por dois competidores. Para o diretor, Roberto Valcácio, a programação sempre desperta o interesse dos estudantes.

"Estamos descobrindo e despertando potencialidades extramuros da escola. Isso é muito importante", conta. Também animada, a diretora do Colégio Municipal Engenho da Praia, Ivone de Jesus, observa que o evento se tornou uma referência. "Eles ensaiam pra valer, ficam ansiosos e se dedicam nos estudos e na área musical", pontua.

› FONTE: SECOM


sem comentários

Deixe o seu comentário

Digite as palavras abaixo: