Macaé News
Cotação
RSS

Flamengo é batido pela Chape, perde a invencibilidade, mas segue líder do Brasileiro

Publicado em 13/05/2018 Editoria: Esporte sem comentários Comente! Imprimir


De olho na Libertadores, o Flamengo jogou com reservas e perdeu a primeira no Brasileiro. Com erros defensivos e da arbitragem, o Rubro-Negro até viu o primeiro gol de Guerrero após a punição por doping e quase conseguiu um resultado melhor, mas saiu derrotado por 3 a 2 para a Chapecoense, na Arena Condá. Ainda assim, manteve-se na liderança, só que agora empatado com Corinthians e Atlético-MG, todos com 10 pontos.

Na teoria, o Flamengo jogou com quatro titulares. Dois voltaram de lesão (Diego e Juan) e Guerrero ainda precisa ganhar ritmo. Apenas Rodinei não foi poupado e jogou improvisado no meio. Só que o Flamengo sentiu a falta de entrosamento e jogou mal o primeiro tempo, só tendo chance em lance individual de Guerrero, que isolou, e em cabeçada de Jonas.

Guerrero voltou a marcar com a camisa do Flamengo - Staff Images / Flamengo
É compreensível o pensamento de poupar jogadores visando ao duelo contra o Emelec, quarta-feira, mas não deixa de ser uma falha de avaliação do interino Mauricio Barbieri em apostar em dois jogadores que pouco atuaram em 2018 (Marlos Moreno, com oito jogos, e Trauco, três) para atuar no setor em que a Chapecoense é mais forte. Um erro decisivo.

Com muita velocidade, o inspirado Apodi aproveitou os espaços no lado esquerdo da defesa rubro-negra e, na primeira etapa, apareceu a todo momento na área. Não foi surpresa o gol ter saído por ali. Em ótima troca de passes, o lateral direito apareceu no fundo e tocou para Canteros, sem marcação, abrir o placar, aos 22. E só não saiu o segundo porque Arthur cabeceou para fora após cruzamento.

Após o intervalo, Barbieri ajustou a marcação. Também ajudou o gol do Flamengo logo aos três minutos. E foi especial, já que Guerrero aproveitou a saída errada de Jandrei e empatou. O peruano ainda isolou outra chance. A Chapecoense ainda conseguiu fazer o segundo gol em um pênalti inexistente de Jonas em Guilherme marcado pela arbitragem, aos 20. O próprio meia bateu e fez. O lance começou em falha na saída de bola de Juan.

Em desvantagem, o Flamengo foi para cima. Vinicius Junior entrou e aproveitou ótimo cruzamento de Trauco para empatar aos 32. O Rubro-Negro era melhor, mas a Chapecoense fez o terceiro aos 45, em mais um erro defensivo, com outro cruzamento pelo lado esquerdo da defesa rubro-negra, e Leandro Pereira aproveitou.

FICHA TÉCNICA CHAPECOENSE 3 x 2 FLAMENGO

Local: Arena Índio Condá, Chapecó (SC)

Árbitro: Leandro Pedro Vuaden.

Auxiliares: Jorge Eduardo Bernardi (bandeira 1), Jose Eduardo Calza (bandeira 2) e Tiago Augusto Kappes Diel (assistente)

Cartões amarelos: Rafael Thyere (Chape), Marlos Moreno (Fla), Douglas (Chape), Jonas (Fla), Léo Duarte (Fla)

Cartões vermelhos: -

Gols: Canteros (Chape), aos 22 min do 1ºT; Guerrero (Fla), aos 3 min do 2ºT; Guilherme (Chape), aos 23 min do 2ºT; Vinícius Jr. (Fla), aos 32 min do 2ºT; Leandro Pereira (Chape), aos 45 min do 2ºT

CHAPECOENSE: Jandrei; Apodi, Thyere, Douglas, Bruno Pacheco; Canteros (Neném), Amaral, Márcio Araújo; Guilherme (Eduardo), Arthur C. e Leandro P. Treinador: Gilson Kleina.

FLAMENGO: César; Pará (Henrique Dourado), Leo Duarte, Juan, Trauco; Jonas, Jean Lucas (Vinícius Jr.), Rodinei, Diego; Marlos e Guerrero. Treinador: Mauricio Barbieri.

› FONTE: O Dia


sem comentários

Deixe o seu comentário

Digite as palavras abaixo: