Macaé News
Cotação
RSS

Em São Januário, Vasco perde para o Vitória e vê crise aumentar ainda mais

Publicado em 13/05/2018 Editoria: Esporte sem comentários Comente! Imprimir


Em São Januário, o Vasco voltou a jogar mal e acabou derrotado pelo Vitória por 3 a 2. Apesar de ter sido o primeiro resultado negativo da equipe carioca em casa, o tropeço aumentou ainda mais a crise no clube, por conta do momento político conturbado e das recentes derrotas na Libertadores e na Copa do Brasil.

O Vitória saiu na frente no primeiro tempo com André Lima. Antes do intervalo, Pikachu deixou tudo igual. Na etapa final, Lucas Fernandes e Werley (contra) colocaram os baianos com boa vantagem. Andrés Rios diminuiu, mas o clube carioca não conseguiu buscar o empate.

Pelo Campeonato Brasileiro, o Cruzmaltino volta a jogar no sábado contra o Flamengo, no Maracanã. Já o Vitória recebe o Ceará, no próximo domingo, no Barradão.

O JOGO

O Vasco entrou em campo para tentar afastar a desconfiança do torcedor e tentou criar um clima de pressão nos primeiros minutos, mas não conseguiu se sobrepor ao adversário. Tanto que o Vitória precisou de apenas uma oportunidade para abrir o placar. Desábato tentou recuar para Martín Silva, mas Neílton foi mais rápido e chegou dividindo. Na sobra, a bola caiu nos pés de André Lima, que só empurrou para o fundo das redes, aos 17 minutos.

Atrás no marcador, o Vasco passou a controlar a posse de bola, mas tinha dificuldade para romper as linhas de marcação do Vitória, que passou a atuar no contra-ataque. Com 31 minutos, Wallyson cobrou falta da intermediária em direção a Kanu e o zagueiro subiu mais alto do que todo mundo para testar no contrapé de Martín Silva, mas a bola foi para fora.

O lance curioso da partida aconteceu aos 37 minutos. Ríos recebeu de Wagner dentro da grande área e foi derrubado por Rhayner. Na cobrança de pênalti, Ríos escolheu o canto esquerdo, para defesa de Caíque. No rebote, Caio Monteiro tentou completar e foi derrubado pelo goleiro. O árbitro marcou uma nova penalidade máxima. Dessa vez, Yago Pikachu converteu, aos 39 minutos.

Durante o intervalo, a torcida do Vasco pediu a entrada de Kelvin, para dar mais velocidade no ataque. O técnico Zé Ricardo atendeu o pedido. Mas a mudança não surtiu o efeito esperado, com o time da casa seguindo sem criar oportunidades. Do outro lado, o Vitória era mais cauteloso, ainda esperando um vacilo para marcar. E a chance apareceu na reta final do segundo tempo

Vagner Mancini chamou Lucas Fernandes para entrar no lugar de Rhayner. Em sua primeira participação no jogo o atacante já conseguiu balançar as redes, aos 25 minutos. Em contra-ataque pela esquerda, ele recebeu de Wallyson, fez jogada individual e bateu firme. A bola desviou na marcação e encobriu Martín Silva. Pouco tempo depois, aos 30, o zagueiro Werley, do Vasco, se atrapalhou e testou contra o próprio gol, marcando o terceiro para o time baiano.

Antes do apito final, aos 37 minutos, Rafael Galhardo cobrou uma falta em direção a grande área, mas a marcação afastou. Na sobra, Kelvin ficou novamente com a bola e cruzou na medida para Andrés Ríos, que completou para o fundo das redes e diminui para o Vasco.

Na quarta-feira, às 19h30, o Vasco faz o jogo de volta com o Bahia pelas oitavas de final da Copa do Brasil. Depois de perder a primeira partida por 3 a 0, em Salvador, o time de Zé Ricardo decide a vaga em São Januário.

Também na quarta-feira, às 19h15, o Vitória vai até São Luís (MA) enfrentar o Sampaio Corrêa, dentro do Castelão, no primeiro jogo das quartas de final da Copa do Nordeste.

Pela sexta rodada do Campeonato Brasileiro, o Vasco tem compromisso importante no próximo final de semana. No sábado, às 19h, faz o clássico contra o Flamengo no Maracanã. Enquanto isso, o Vitória recebe o Ceará, no Barradão, em Salvador, às 11h do domingo.

FICHA TÉCNICA VASCO 2 X 3 VITÓRIA

Local: São Januário, Rio de Janeiro (RJ)

Árbitro: Jean Pierre Gonçalves Lima (RS)

Auxiliares: Heronildo Freitas da Silva (PA) e Luis Diego Nascimento Lopes (PA)

Cartões amarelos: Breno (Vasco), Walisson Maia (Vitória), Willian Farias (Vitória) e Fillipe Soutto (Vitória).

Gols: André Lima, do Vitória, aos 17 minutos do primeiro tempo, Yago Pikachu, do Vasco, aos 39 minutos do primeiro tempo, Lucas Fernandes, do Vitória, aos 25 minutos do segundo tempo, Werley, contra e a favor do Vasco, aos 30 minutos do segundo tempo, e Andrés Rios, do Vasco, aos 37 minutos do segundo tempo.

Vasco: Martín Silva; Rafael Galhardo, Werley, Breno e Henrique; Desábato e Bruno Silva (Bruno Cosendey); Wagner (Riascos), Yago Pikachu e Caio Monteiro (Kelvin); Andrés Rios / Técnico: Zé Ricardo

Vitória: Caíque; Lucas, Kanu, Walisson Maia e Jeferson; Willian Farias e Fillipe Soutto; Rhayner (Lucas Fernandes), Neilton e Wallyson; André Lima (Denilson)/ Técnico: Vagner Mancini

› FONTE: O Dia


sem comentários

Deixe o seu comentário