Macaé News
Cotação
RSS

Saúde pratica nova metodologia para marcação de consultas

Publicado em 06/04/2018 Editoria: Saúde sem comentários Comente! Imprimir


A nova metodologia evita que o usuário passe horas em filas ou tenha que percorrer diversas unidades na busca de atendimento

A nova metodologia evita que o usuário passe horas em filas ou tenha que percorrer diversas unidades na busca de atendimento

Com o objetivo de facilitar e aumentar a oferta de atendimento da população aos serviços especializados, a Secretaria de Saúde de Macaé implantou a Central de Regulação de Acesso. A ação faz parte do projeto de reestruturação do sistema de marcação de consultas da rede municipal e já representa um aumento de, aproximadamente, 80% na oferta de consultas com médico especialista.

A nova metodologia evita que o usuário passe horas em filas ou tenha que percorrer diversas unidades na busca de atendimento. A Central de Regulação de Acesso vem dando agilidade e fluidez no agendamento. A coordenadora da Regulação, Roberta Eloá de Souza, explica que a porta de entrada do usuário é a clínica médica, que continua tendo seu agendamento na própria unidade, que podem ser as Unidades Básicas de Saúde (UBS), Estratégia Saúde da Família (ESF) e Policlínicas.

- Caso o paciente, após a consulta com o clínico geral, necessite de atendimento com um médico especialista, o mesmo deve entregar o pedido de encaminhamento, com o número do Cartão SUS e o telefone de contato na recepção da unidade onde foi consultado. A solicitação será repassada pela equipe administrativa para a central de regulação, responsável por realizar o agendamento. O paciente será informado, por telefone, o dia, local e o horário da sua consulta - explicou.

Atualmente, os usuários que necessitam de consultas especializadas estão sendo encaminhados para o Centro de Saúde Dr. Jorge Caldas, Centro de Especialidades Dr. Moacir Santos (Barracão) e o Ambulatório de Especialidades Madre Tereza de Calcutá. As três unidades juntas estão gerando uma média de 8.650 consultas com médico especialista por mês.

A Central de Regulação conta com uma equipe que faz a triagem das solicitações, atuando com eficiência e respeito às prioridades, obedecendo todos os protocolos. "O paciente não tem contato direto com os profissionais da Regulação. Todo pedido de encaminhamento para o especialista é feito pela unidade de saúde em que o paciente foi atendido junto a Central de Regulação", disse Roberta.

A partir de maio, o agendamento na Casa da Criança e Adolescente também será através da Central de Regulação de Acesso. No caso das consultas para pediatra, o usuário deverá comparecer à unidade com Cartão SUS e telefone para contato. Os dados serão encaminhados para a Central de Regulação, que informará ao usuário o dia e horário da consulta. O mesmo procedimento será feito, caso a criança seja encaminhada para outro especialista.

› FONTE: SECOM


sem comentários

Deixe o seu comentário