Macaé News
Cotação
RSS

Macaé tem teste gratuito de DST/Aids e intensifica prevenção

Publicado em 02/04/2018 Editoria: Saúde sem comentários Comente! Imprimir


Com um trabalho permanente de prevenção, controle e tratamento das doenças sexualmente transmissíveis e Aids, a Secretaria de Saúde de Macaé, por meio da coordenação do programa DST/Aids, conta com uma equipe multidisciplinar qualificada. O programa funciona no Centro de Saúde Dr. Jorge Caldas, que fica na Rua Tenente Coronel Amado, 225 - Centro. O atendimento é de segunda a sexta-feira, de 8h às 17h e inclui testes gratuitos.

Segundo o enfermeiro do programa, Rodrigo Azevedo, a porta de entrada do serviço é o Centro de Testagem e Aconselhamento (CTA). Por meio do CTA, os usuários passam por uma entrevista com assistente social ou psicóloga, na qual são encaminhados para fazer os testes anti-hiv (diagnóstico), sífilis (treponêmico) e hepatites B e C (triagem). Os resultados saem em 30 minutos e o paciente é orientado pelo profissional que fez o primeiro atendimento.

- Quando o resultado é positivo, o paciente é orientado a aderir ao tratamento e recebe todo apoio necessário. Já nos casos negativos, eles são informados pelo profissional para que façam uso de preservativos em todos as relações sexuais -, frisou o enfermeiro, acrescentando que atualmente 1,2 mil pessoas estão em tratamento. 

A Secretaria de Saúde vem realizando um trabalho de descentralização do serviço de testagem. Além da sede do programa, os exames são oferecidos no Hospital Público Municipal (HPM) e nas unidades de Estratégia Saúde da Família (ESF) de Glicério, Lagomar, Botafogo e Visconde - nas duas últimas só há testagem para sífilis.

O Programa DST/Aids conta com médicos de diversas especialidades, como infectologistas, clínico geral, pediatra, dermatologista, ginecologista, além de psicólogos, enfermeiros, técnicos, auxiliares de enfermagem, farmacêutico, assistentes sociais, biólogos, profissionais de apoio. O serviço registrou em 2017, cem novos casos de HIV positivo e 308 de sífilis.

Prevenção

O Programa DST/Aids realiza campanhas ao longo do ano, com orientações em locais de grande circulação de pessoas, palestras em escolas e empresas, além de oferecer o CTA Itinerante, nos bairros e localidades.

Outras ações são os treinamentos e capacitação para rede básica de saúde. O programa também abastece as Unidades Básicas de Saúde (UBS) e Estratégias Saúde da Família (ESFs), Núcleo de Atenção à Mulher (NUAM), Programa de Tuberculose, Centro de Referência de Assistência Social (CRAS) e CAPs AD (Centro de Atendimento Psicossocial), com preservativos masculinos disponibilizados mensalmente.

› FONTE: SECOM


sem comentários

Deixe o seu comentário