Macaé News
Cotação
RSS

Nova Friburgo vai receber 17 médicos do programa Mais Médicos

Publicado em 31/03/2014 Editoria: Saúde sem comentários Comente! Imprimir


Os médicos chegarão a Nova Friburgo em 16 de abril

Os médicos chegarão a Nova Friburgo em 16 de abril

O pedido foi formalizado em julho do ano passado e, finalmente a Prefeitura de Nova Friburgo - região serrana do Rio - obteve a garantia de que receberá 17 médicos - dos quais 16 cubanos - através do Programa "Mais Médicos" do governo federal.

A adesão ao programa foi assinado pelo prefeito Rogério Cabral e o secretário municipal de Saúde, Luiz Fernando Azevedo, que participaram de uma solenidade no Rio de Janeiro promovida pelos Ministérios da Saúde do Brasil e de Cuba.

Entre os municípios fluminenses, Nova Friburgo foi o que, nesta quarta etapa, obteve a maior quantidade de profissionais. O convênio determina que os médicos estrangeiros irão atuar nas Unidades Básicas de Saúde (UBSs) e Estratégia de Saúde da Família (ESF).

Os médicos chegarão a Nova Friburgo em 16 de abril e a previsão é que comecem a trabalhar no dia 22. O governo municipal irá arcar com as despesas de moradia e alimentação dos profissionais, enquanto o governo federal pagará uma bolsa (salário) aos profissionais. O convênio tem três anos de duração podendo ser renovado por igual período. A minuta do convênio terá que ser aprovada, em regime de urgência, pela Câmara de Vereadores.

"Os médicos irão trabalhar de 8h às 17h, de segunda à sexta-feira. Na conversa que tivemos com a representante do Ministério da Saúde de Cuba, Aralys Felícia Dorta, recebemos informações sobre a competência e dedicação dos profissionais. Acreditamos que o "Mais Médicos" irá significar uma grande modificação na assistência à população friburguense", disse o prefeito Rogério Cabral. "Os médicos estrangeiros não irão tirar a vaga dos profissionais de nossa rede municipal, mas estarão em Nova Friburgo para reforçar o atendimento à população", acrescentou o secretário de Saúde, Luiz Fernando.

MS
 

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário