Macaé News
Cotação
RSS

Paraíso do Tuiuti é a grande vencedora do Tamborim de Ouro de 2018

Publicado em 14/02/2018 Editoria: Geral sem comentários Comente! Imprimir


Depois de levantar a Sapucaí com o desfile cheio de críticas ao governo federal, à Reforma Trabalhista e à escravidão, que repercutiu nacionalmente, a Paraíso do Tuiuti foi a grande vencedora da 21ª edição do Tamborim de Ouro, prêmio concedido pelo DIA aos destaques do Carnaval.

Além de Escola de Ouro, a agremiação de São Cristóvão conquistou também o troféu de Comissão Sensação e Samba do Ano. "A equipe toda está muito feliz. Nós tivemos uma comissão que trabalhou com excelência, um carnavalesco que teve coragem de falar e o samba-enredo funcionou de uma maneira espetacular", comemorou o diretor de Carnaval, Thiago Monteiro.

A teatralização da comissão de frente, com escravos açoitados e a bênção de pretos velhos, arrebatou o júri técnico e popular do Tamborim em decisão unânime. "A ideia da comissão era falar o que a gente passa todos os dias, pois nós vivemos dentro de uma senzala. O Tamborim de Ouro está sendo comemorado no alto do morro", declarou Patrick Carvalho, coreógrafo da comissão.

Pela oitava vez, a rainha de bateria do Salgueiro, Viviane Araújo, foi eleita Musa pelo Tamborim. "Estou muito feliz e realizada. Ser a musa do Carnaval carioca tem um gosto todo especial, pois é um prêmio que tem o voto popular. Só tenho a agradecer esse carinho que recebo do povo", disse Viviane. A Vermelha e Branca também conquistou o troféu Baianas, com a melhor ala das baianas na Avenida, e Casal Nota 10, ao mestre-sala Sidclei e a porta-bandeira Marcella Alves. "Isso mostra que fizemos um trabalho bem feito", celebrou Sidclei. "Nós todas acreditamos no nosso trabalho e fomos juntas com empenho. Fico agradecida pelas baianas salgueirenses serem lembradas", completou tia Glorinha, presidente da ala das baianas do Salgueiro

A Voz da Avenida ficou para Neguinho da Beija-Flor, que puxou o samba &39;Monstro é aquele que não sabe amar. Os filhos abandonados da pátria que os pariu&39;. "Me sinto lisonjeado. Fui escolhido pelo povo também e isso faz jus ao que fizemos na Avenida, foi lindo", contou Neguinho. O primeiro casal da escola, Claudinho e Selminha Sorriso, levou o Prêmio Especial de Contribuição ao Carnaval pela representatividade da dupla à folia carioca. "O mais importante é que não perdemos a fé em dias melhores, em anos melhores e em carnavais melhores", resumiu Selminha.

A empolgação da Baterilha, da União da Ilha, rendeu ao grupo o prêmio Bateria. Mestre Ciça, à frente dos ritmistas, destacou que, neste ano, a escola conseguiu voltar às origens. "Queríamos resgatar a bateria da escola, recuperar a essência do que era anos atrás. E esse prêmio é a concretização de que tudo valeu a pena", acrescentou Ciça.

No ano em que completa 100 anos, o Cordão da Bola Preta, maior vencedor do Tamborim, conquistou pela 12ª vez o Donos da Rua, pela votação popular. "Para nós representa muito, pois é um troféu dado pelo povo, que nos reconhece como o maior bloco do Carnaval carioca. O Cordão da Bola Preta vai continuar fazendo a festa do verdadeiro Carnaval", afirmou o presidente do bloco, Pedro Ernesto Marinho.

Confira a lista completa dos ganhadores

Escola de Ouro - Paraíso do Tuiuti

A Voz da Avenida - Neguinho da Beija-Flor

Comissão Sensação - Paraíso do Tuiuti

Samba do Ano - Paraíso do Tuiuti

Casal Nota 10 - Sidclei e Marcela, do Salgueiro

Baianas - Salgueiro

Musa - Viviane Araujo

Bateria - União da Ilha

OS DONOS DA RUA: Cordão da Bola Preta

Prêmio especial de contribuição ao Carnaval: Claudinho e Selminha Sorriso

› FONTE: O Dia


sem comentários

Deixe o seu comentário

Digite as palavras abaixo: