Macaé News
Cotação
RSS

Integração polícias e município reforça segurança e garante ações sociais

Publicado em 17/01/2018 Editoria: Segurança sem comentários Comente! Imprimir


A integração das forças de segurança e ações sociais do poder público são resultados que reforçam o enfrentamento ao tráfico em Macaé. A avaliação é do prefeito, Dr. Aluizio, que reuniu representantes das polícias Federal, Civil e Militar, além da Secretaria Adjunta de Segurança Pública, nesta quarta-feira (17), no gabinete do Centro de Convenções Jornalista Roberto Marinho. Desde o último dia 9, quando começou uma operação policial no bairro Lagomar para combater confronto de facções, os órgãos atuam com diversas medidas. Nesta quinta-feira (18), será realizada, nesta comunidade, a demolição de residências localizadas na zona de amortecimento do Parque Nacional de Restinga de Jurubatiba.

As 101 famílias dessas residências já foram removidas, em dezembro do ano passado, para as unidades do Conjunto Habitacional Prefeito Carlos Emir (Bosque Azul), uma determinação do Ministério Público (MP). A continuidade das ações de governo no Lagomar, em parceria com as forças de segurança, contará, ainda, com serviços de limpeza. Os trabalhos, que têm a parceria das secretarias de Ordem Pública, Habitação e Serviços Públicos, começarão às 7h. O prefeito Dr. Aluizio anunciou, também, a inauguração de uma creche no bairro, com 450 vagas, no próximo dia 29, a partir das 17h.

E para prosseguir com ações que visam proporcionar uma cidade melhor para se morar, no retorno das atividades da Câmara Municipal, em fevereiro, o poder Executivo enviará projeto de lei com pacote de segurança para a Casa Legislativa. O objetivo é aprovar diversas medidas como, por exemplo, motivação para policiais, por meio da gratificação de 20 melhores profissionais que atingirem as metas, além de estratégias para cada região da cidade, respeitando e considerando as particularidades/necessidades.

"Segurança é um investimento, pois uma cidade mais segura é o desejo de qualquer população. Macaé está num caminho de retomada do crescimento, com a oferta de novos empregos. Por isso é fundamental que o cidadão continue com a sensação de segurança", disse o prefeito.

Delegacia de Homicídios

Durante o encontro, Dr. Aluízio informou que o processo de licitação da Delegacia de Homicídios Norte Fluminense (DH-Norte) começa nesta quinta-feira (18). A assinatura do convênio ocorreu em dezembro de 2017. Ele destacou a visão estratégica do governo do estado para a estrutura, com terreno doado pela prefeitura, ao lado do Fórum. "A iniciativa representa valor agregado, segurança e inteligência, além de trazer a capacidade de investigação para a região".

O delegado da Polícia Civil, Daniel Bandeira, do 6º Departamento de Polícia de Área (6º DPA) informou que a Delegacia de Homicídios será uma "cidade da polícia do interior", a primeira do interior do estado, com Delegacia de Atendimento à Mulher (Deam), Delegacia de Roubos e Furtos de Automóveis (DRFA), Delegacia de Roubos e Furtos de Carga (DRfC) e Delegacia de Menores (DPCA). "O município só tem a ganhar com essa integração das forças de segurança e poder público", afirmou o delegado, argumentando ainda que Macaé abraça a oportunidade de ser o epicentro da região no que se refere à segurança pública.

Balanço

Os representantes da Polícia Federal, Felício Laterça; Polícia Civil, Felipe Poyes e Rodolfo Maravilha; Polícia Militar, Marco Aurélio Vollmer, apresentaram balanço da operação policial no Lagomar, que integraram as forças de segurança desde o dia 9 de janeiro.

Segundo a Polícia Civil, cinco pessoas já foram indiciadas pelo crime de homicídio do policial militar José Renê Araújo Barros, sendo encaminhadas para presídio. Outras duas pessoas também foram presas e, em breve, serão indiciadas pelo assassinato. O processo irá relacionar, ainda, associação para o tráfico, tráfico de drogas e porte ilegal de armas.

A Polícia Militar informou que, desde o primeiro dia da operação até quarta-feira (17), 35 pessoas foram conduzidas à delegacia, sendo 21 presas. Além disso, 10 armas foram apreendidas, entre fuzis e pistolas. Também foram apreendidos munições, rádio comunicação, 18 quilos de drogas e sete veículos. "Essas apreensões representam cerca de 100 mil reais de prejuízos ao tráfico", disse o comandante do 32º Batalhão de Polícia Militar, tenente-coronel Marco Aurélio Vollmer.

O delegado da Polícia Federal, Felício Laterça, destacou que as ações sociais em conjunto com as forças de segurança são fundamentais para a população. "Contribuímos com nossos serviços de inteligência e obtivemos uma rápida resposta. Os criminosos estão acuados. É fundamental que todos continuem contribuindo com as denúncias", frisou o delegado.

A colaboração do governo municipal nas atividades policiais no município foi, unanimemente, destacada como ponto positivo. O delegado da Laterça, nesse sentido, destacou a nova sede da Polícia Federal, em local e com total estrutura proporcionada pela municipalidade, afirmando que a parceria significou a atuação da polícia em Macaé. "Macaé está no rumo certo e as polícias agradecem e reconhecem a parceria", encerrou Laterça.

› FONTE: SECOM Macaé


sem comentários

Deixe o seu comentário

Digite as palavras abaixo: