Macaé News
Cotação
RSS

Macaé vence etapa estadual da Olimpíada Brasileira de Robótica

Publicado em 05/09/2017 Editoria: Educação sem comentários Comente! Imprimir


Os jovens-cientistas participaram de desafios com protótipos criados para soluções de resgate, tema da olimpíada deste ano

Os jovens-cientistas participaram de desafios com protótipos criados para soluções de resgate, tema da olimpíada deste ano

Os representantes do Colégio Municipal Sana ganharam a etapa estadual da 11ª Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR), no sábado (2), em Benfica, Rio de Janeiro. Além da medalha de ouro para o nível II (Ensino Médio), a equipe Sanandroid também faturou o terceiro lugar da categoria I (Ensino Fundamental). A premiação valida a participação na etapa nacional, no período de 7 a 11 de novembro, em Curitiba (PR). Macaé é reconhecida como uma das cidades que mais cresce no Estado do Rio na área da robótica educacional.

A Olimpíada Brasileira de Robótica (OBR) tem o objetivo de estimular as carreiras científico-tecnológicas e identificar jovens talentosos. A etapa estadual, que reuniu representantes de escolas públicas e privadas do Estado como Rio de Janeiro e Rio das Ostras, também teve como destaques outras equipes de Macaé: Mids, do Colégio Municipal Professora Maria Isabel Damasceno Simão e Robóticos Daflon, da Escola Municipal Eda Moreira Daflon. Na ocasião foram escolhidos os representantes que melhor enfrentaram os desafios e obstáculos apresentados na arena.

Em Macaé, a robótica envolve 11 escolas municipais. As estações integram diretamente 1,5 mil estudantes. Além disso, cerca de 5 mil alunos participam indiretamente de outras atividades com os robôs. A conquista do primeiro lugar pelo Colégio Municipal Sana reconhece a equipe como uma das melhores de robótica do Estado do Rio de Janeiro. O colégio também recebeu medalha de ouro da categoria nível II (Ensino Médio) na etapa regional realizada em julho, em Macaé. 

Os jovens-cientistas participaram de desafios com protótipos criados para soluções de resgate, tema da olimpíada deste ano. Cada equipe foi responsável por robôs desenvolvidos para enfrentar sozinhos vários obstáculos em uma pista de competição, que receberá a avaliação criteriosa de uma comissão de árbitros.

Além do circuito com protótipos, as equipes se mobilizaram na "hackaton" (maratona de soluções tecnológicas sobre resgates, prevenção de acidentes e primeiros socorros). A programação também foi marcada por circuito de palestras e oficinas no Lab Senai.

Robótica estimula aprendizagem e incentiva criatividade 
De acordo com o secretário de Educação, Guto Garcia, a robótica na rede municipal apresenta diversos benefícios. "A robótica favorece a aprendizagem, estimula a leitura e o senso de investigação e desenvolve o raciocínio lógico-matemático, disciplina e responsabilidade dos estudantes", observa.

A equipe do Colégio Municipal Sana foi conduzida pelo professor Carlos Henrique Jorge e usou de muita disciplina e concentração na fase prática. Entre os alunos estão os medalhistas de ouro Gabriel Adams de Carvalho, Bryan Ângelo Félix e Lucas Vinicius. Já os ganhadores da medalha de bronze foram João Victor Dames, Anna Lyvia Mendonça e Myllena Boy Bohrer.

O diretor geral do Colégio Municipal Sana, Sol Gray Tavares, comenta que esta é mais uma conquista que vai fazer diferença para a comunidade escolar. "As medalhas são provas de empenho e dedicação de todos os alunos e profissionais. Temos muitas atividades e projetos pedagógicos na escola que contribuem com a formação da cidadania e desenvolvimento dos alunos", conta.

Segundo a responsável pela robótica na rede municipal, Luemy Ávila, Macaé se fortalece na robótica educacional e se consolida como um projeto bem sucedido entre os estudantes. "A oportunidade de aprender sempre enriquece não somente os alunos participantes, mas todos os integrantes do projeto", explica.

› FONTE: SECOM Macaé


sem comentários

Deixe o seu comentário

Digite as palavras abaixo: