Macaé News
Cotação
RSS

Córrego do Ouro realiza sua tradicional festa neste final de semana

Publicado em 10/08/2017 Editoria: Cultura sem comentários Comente! Imprimir


Em comemoração à padroeira Nossa Senhora das Neves, começa nesta sexta-feira (11) a festa de Córrego do Ouro, segundo distrito de Macaé. O objetivo é homenagear a santa, que também é conhecida como Santa Maria Maior, e também receber os muitos macaenses e turistas que sempre visitam a comunidade serrana nesta data. A programação é variada e estão previstos shows musicais de diversos estilos, leilão, Montaria de Cavaleiros para a Cavalgada, Concurso de Marchas, realização do segundo Encontro do 4 X 4 de Córrego do Ouro, organizado pelo Macaé Jeep Clube e que reúne jipeiros de toda parte do município, estado e país.

A festa prossegue até domingo (13) e o encerramento contará com Queima de Fogos de Artifícios. A festa é organizada por Paulo Paes e pela vereadora Renata Paes, contando com o apoio da Prefeitura por meio da Secretaria Adjunta do Interior, que realizou limpeza total do local de realização da festa, que acontece em grande área próxima ao campo, no Centro da localidade. De acordo com o secretário do Interior, Jocimar Gomes de Oliveira, o Boca, a localidade está pronta para receber os muitos visitantes durante os festejos da padroeira. A secretaria efetuou limpeza nas ruas e na área onde a festa se realiza, incluindo a trilha onde acontecerá o Segundo 4 x 4 de Córrego do Ouro. 

- A Secretaria se solidariza com a população de Córrego do Ouro, buscando estar presente nas realizações locais. Córrego do Ouro cresce a cada dia e se destaca como uma localidade ordeira e trabalhadora. Para nós, é uma satisfação estar aqui, participando deste evento - , disse o secretário Boca. 

Segundo Encontro 4 x 4 de Córrego do Ouro

Fazendo parte da programação da festa da localidade serrana de Córrego do Ouro, acontece neste final de semana o II Encontro 4 X 4 de Córrego do Ouro, com a participação de jipeiros macaenses, de outros municípios do Estado e do país. São esperados muitos participantes, de acordo com um dos organizadores do evento, Carlos Mário Ribeiro Lucas, do Macaé Jeep Clube.

Estão sendo concluídos os detalhes finais da pista para o evento, situada ao lado do local onde a festa acontece. Segundo Carlos Mário, é uma festa eclética e estão sendo aguardadas cerca de 100 inscrições. “Vem gente de tudo que é lado, é um evento de confraternização do 4 X 4, do qual participam jeeps, aranhas, os aficionados pelos carros off-road.

Na sexta-feira 11, a partir das 18 horas, a pista estará aberta para os que quiserem treinar. No sábado, 12, às 8 horas, abertura das inscrições para trilha pesada e passeio. No domingo, a partir das 10h, pista de obstáculos leves e arrancadão na lama.

As inscrições custam 70 reais, com direito a camisa, 1 café da manhã e 1 almoço, com churrasco. As bebidas são vendidas na hora e ficam por conta dos participantes. A participação dos Zequinhas fica por 30 reais, com direito ao almoço e café da manhã.

Córrego do Ouro

Um pouco da história - O atual distrito de Córrego do Ouro fazia parte da Comarca de Macaé, como antiga Freguesia de Nossa Senhora das Neves, onde estava localizado Córrego do Ouro, e que era a mais importante freguesia da região e se tornou município por decreto em 21 de fevereiro de 1891.

A localidade abrigava os mais importantes e abastados homens de negócios no município, que tinham no café sua principal produção.

O distrito de Córrego do Ouro é o 2º distrito de Macaé. Seu território corresponde ao do antigo distrito das Neves, que após anos de decadência, em fins de 1938, foi rebatizado de Iriri. O nome de Córrego do Ouro surge a partir da Vila de mesmo nome, fundada mais tarde por iniciativa de um imigrante italiano chamado Pedro Adami. Vivendo na região desde 1895, Pedro Adami morou em Trajano de Moraes, Frade e Glicério, onde alcançou estabilidade econômica como proprietário da Fazenda Conceição. Em nome de um sonho, vende sua fazenda e compra a Fazenda Vitória, localizada onde é hoje a área urbana do distrito, e cortado pelo Córrego do Ouro. Para fundar a vila, loteia uma grande parte da fazenda e doa vários lotes para as necessidades da então vila de Córrego do Ouro, como a construção das igrejas Católica e Batista, o campo de futebol, o cemitério, o grupo escolar e outros. Sobre Pedro Adami, por ocasião de sua morte, em 1974, um jornal da cidade de Macaé publica a seguinte nota:

“Pedro Adami, homem correto em seus atos e forte nas suas decisões, com a economia de seu trabalho, um belo dia, não muito distante, embarcou para a Itália, reviu parentes, beijou a mão do Papa, e retornou à Córrego do Ouro.” ( A A PARADA,19)

Córrego do Ouro Hoje

Hoje o distrito é um dos mais povoados, em virtude de sua maior proximidade com Macaé e por ser bem servido de condução. Possui boas escolas, entre elas o Colégio Pedro Adami, que se destaca por oferecer às crianças e jovens da localidade e de outras localidades serranas educação de qualidade. O comércio do local é um dos mais prósperos, atendendo inclusive outros distritos vizinhos. Sua área urbana cresce constantemente e sua força política é cada vez maior. No esporte, apresenta o Córrego do Ouro Futebol Clube, que já disputou e disputa campeonatos oficiais na categoria sub-17. Apresenta poucas áreas naturais para o turismo ecológico, mas tem o Parque Atalaia em seus domínios, e pode sustentar o turismo da região como forte centro comercial.

› FONTE: SECOM


sem comentários

Deixe o seu comentário

Digite as palavras abaixo: