Macaé News
Cotação
RSS

Boa alimentação representa 60% dos bons resultados na academia

Publicado em 21/03/2014 Editoria: Entrevista sem comentários Comente! Imprimir


Nutricionista esportivo Raphael Ramos

Nutricionista esportivo Raphael Ramos

Comer bem estimula, principalmente, o ganho de massa magra, aponta nutricionista esportivo
 
São muitos os casos de pessoas que entram em academias buscando o ganho de músculos, começam a desenvolvê-los, mas depois param. Nestas situações, nem mesmo o aumento das cargas durante os exercícios ajuda na hipertrofia. O problema pode estar na alimentação feita de maneira inadequada. Segundo o nutricionista esportivo, Raphael Ramos, que faz atendimentos em uma academia de Rio das Ostras, aqueles que conseguem aliar a prática de atividade física com uma ingestão de alimentos de maneira balanceada têm 60% de chances a mais de obter bons resultados.
 
De acordo com Raphael, o exercício é apenas o estímulo que o corpo precisa para iniciar o processo de mudança na composição corporal. “Existem ainda outros dois fatores fundamentais: o descanso, ou seja, sono em quantidade e qualidade satisfatória, e a alimentação correta”. Ele aponta que na prática de qualquer atividade física, principalmente, na musculação com objetivo de hipertrofia muscular, a ingestão calórica adequada é fundamental.
“Nesse caso, devemos ter uma ingestão calórica além dos nossos gastos. Assim, se o indivíduo gasta ao longo do dia, incluindo o treinamento, 2 mil kcal, sua ingestão calórica deverá ser em torno de 2.300 kcal com objetivo de sobrar nutrientes para construção muscular”.
 
Entretanto, o nutricionista esportivo alerta que esta quantidade calórica deve ser distribuída entre todos os nutrientes. “O fato de consumir mais proteína ou mais carboidratos não significa que seu músculo crescerá mais que se estivesse consumindo a quantidade adequada”, disse ao lembrar que os ajustes na alimentação vão além de carboidratos, proteínas e gorduras, é preciso incluir os micronutrientes como vitaminas e minerais, que também são fundamentais no processo de hipertrofia. “O grande erro é colocar o mérito do resultado em apenas um nutriente, pior ainda é se focar apenas no melhor suplemento, isso não existe”, completa.
 
Tenha cuidado
 
Na ânsia de ganhar massa magra em pouco tempo, o nutricionista explica que entre os principais erros está o exagero no consumo de proteínas, carnes em geral, ovos e queijos. “É preciso lembrar que o excesso de proteína é prejudicial à saúde”. Já as bebidas alcoólicas são as inimigas da evolução muscular. Atrapalham também os carboidratos simples, como açúcar refinado, alimentos feitos de farinhas refinadas e doces em geral consumidos antes de dormir.
 
Atenção redobrada com as dietas feitas por meio da internet. Segundo Raphael, a grande maioria delas deixa a individualidade de lado. “A composição corporal é um fator importantíssimo na elaboração de planos alimentares, portanto o percentual de gordura, idade e outros fatores influenciam muito no processo de montagem da dieta”. O nutricionista aponta ainda que apesar dos suplementos alimentares serem muito seguros em relação a danos à saúde, é preciso ter certos cuidados na sua utilização. “O risco maior nestes casos está em suplementos utilizados para o emagrecimento. Vejo na prática clínica, muitas pessoas que não deveriam estar utilizando estes recursos por diversos problemas relacionados à saúde consumindo-os de forma indiscriminada", finaliza.

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário