Macaé News
Cotação
RSS

Mensaleiros fazem cursos para reduzir pena

Publicado em 28/12/2013 Editoria: Política sem comentários Comente! Imprimir


Para sair mais cedo da prisão, o ex-ministro da Casa Civil, José Dirceu, resolveu começar a estudar no Presídio da Papuda, no Distrito Federal. Advogado por formação, Dirceu está fazendo um curso de Direito Constitucional por correspondência.

O ex-tesoureiro do PT (Partido dos Trabalhadores), Delúbio Soares, era corretor de imóveis antes de ser detido. Agora, na prisão, faz curso de vendas. A ex-presidente do Banco Rural, Káta Rabello, ainda não teve autorização na Justiça para trabalhar, mas ela quer dar aulas de balé ou de idiomas na Penitenciária Estevão Pinto, em Belo Horizonte.

Tanto empenho tem um motivo: a cada 12 horas de estudo, um dia da pena é abatido. Para quem trabalha na cadeia, o benefício é menor: são necessários três dias de trabalho para diminuir um de pena.

Os mensaleiros fazem parte de uma minoria no sistema penitenciário do Brasil. Dos cerca de 500 mil presos, pouco mais de 20%, aproximadamente 100 mil, trabalham ou estudam. Poucas unidades oferecem as atividades e nem todos os detentos conseguem pagar cursos por correspondência.

› FONTE: Macaé News (www.macaenews.com.br)


sem comentários

Deixe o seu comentário